Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

À procura de ritmo e entrosamento, Luxemburgo não poupa jogadores

Técnico busca maior equilíbrio defensivo para diminuir obrigação de Ronaldinho e Thiago Neves na marcação

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

Apesar de ter a estreia na Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Murici-AL, em Maceió, e a semifinal da Taça Guanabara, no dia 20, o técnico do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo, decidiu não poupar jogadores para o confronto com o Resende, domingo, em Macaé. A preocupação do treinador é dar cada vez mais ritmo ao time e, principalmente, a jogadores como Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves.

A exceção é o meia Renato. Pendurado com dois cartões amarelos, Luxemburgo preferiu tirá-lo do jogo já que os cartões serão zerados ao fim da primeira fase da Taça Guanabara. Com isso, o zagueiro Ronaldo Angelim será improvisado na lateral esquerda e Marquinhos ganhará uma chance no meio.

“O Renato é um fio desencapado. Alguém pode provocar, ele chegar mais duro e levar um cartão”, comentou Luxemburgo. “A gente não quer que aconteça a derrota. Uma hora vai vir, mas tentamos adiar o máximo. Além disso, Thiago Neves e Ronaldinho precisam jogar, pegar ritmo. Vencer é fundamental para manter o desempenho”.

O Flamengo já garantiu o primeiro lugar do Grupo A, com 18 pontos, cinco a mais do que o Resende. Com isso, Luxemburgo decidiu testar uma nova formação para dar mais equilíbrio defensivo ao time, que, com Thiago Neves e Ronaldinho juntos em campo, perdeu um pouco do poder de marcação.

“Na Europa, acontece muito isso. Preciso de um jogador que dê apoio ao ataque, com saída de bola, não para chegar lá na frente em velocidade. O Angelim vai me dar essa consistência que eu preciso. Estou procurando a melhor estrutura para usar o talento de Ronaldinho e Thiago Neves sem que tenham tanta obrigação de marcar”, disse Luxemburgo.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG