Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"A palavra final é sempre a minha", diz Lucas sobre permanência

Meia comentou o fato do seu empresário pedir uma valorização do São Paulo para manter o atleta no Morumbi por mais algum tempo

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

O meia Lucas é empresariado por Wagner Ribeiro, mesmo agente de Neymar , e constantemente é comparado ao craque santista, principalmente com relação à valorização em cima do seu futebol. Recentemente, o empresário disse que o São Paulo precisa fazer um plano de carreira parecido com o que o Santoz fez com sua estrela, gerando um certo desconforto entre o jogador e o clube.

Mário André Monteiro
Wagner Ribeiro e o meia Lucas, do São Paulo
Siga o iG São Paulo no Twitter

Lucas, porém, não se incomoda com as comparações e prefere não polemizar sobre o assunto. "Não sou eu quem tem que falar se mereço uma valorização ou não, é a diretoria de acordo com o que eu fizer em campo. Procuro nem ficar preocupado com isso ai", disse.

São Paulo renova com Leão por mais 1 ano

"Sei que a diretoria gosta de mim, tenho um carinho enorme pelo clube, tenho um empresário, mas a palavra final é sempre a minha e da minha família. Minha preocupação é apenas em jogar futebol", completou o meia.

São Paulo está em 8º no Brasileirão. Veja a classificação completa do torneio nacional

O jogador do São Paulo já deixou claro que não pretende sair do Morumbi em breve e que ainda quer ser um ídolo com a camisa tricolor . Para isso, Lucas se diz uma pessoa com a cabeça tranquila e que se apoia nos familiares para não deixar as coisas extra campo o abalarem.

"O principal de tudo é a família, o pai, a mãe o irmão, estão sempre comigo até nos momentos ruins, os amigos. Mas sempre tive a cabeça tranquila, pés no chão. E às vezes as pessoas esquecem que sou um jovem de só 19 anos, sou um ser humano. Procuro sempre estar focado no jogo, me concentrando, sei da minha responsabilidade e essas coisas extra campo não me atrapalham", contou Lucas.

LEIA TAMBÉM: Lucas não se considera ídolo são-paulino e espera um 2012 mais maduro

O meia é reforço certo do São Paulo para o último jogo do Brasileirão, contra o Santos, depois de cumprir suspensão diante do Palmeiras. Para ficar com uma vaga na Libertadores, a equipe precisa vencer os reservas do rival no clássico em Mogi Mirim e ainda torcer para que Coritiba, Internacional e Figueirense não vençam os duelos regionais contra Atlético-PR, Grêmio e Avaí, respectivamente.

São-paulinos são maiores que santistas na Torcida Virtual. Ajude seu time

Leia tudo sobre: São PauloBrasileirão 2011Lucas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG