Tamanho do texto

Isaque Souza tinha 14 anos e descobriu o câncer em julho. O jovem atleta defendeu o Flamengo quando mais novo, porém voltou ao Vasco no sub-13

Isaque Souza, jogador do Vasco, morreu na última quinta-feira por câncer ósseo
Reprodução
Isaque Souza, jogador do Vasco, morreu na última quinta-feira por câncer ósseo

O jovem atleta do Vasco, Isaque Souza, faleceu ontem no Rio de Janeiro em decorrência de um câncer ósseo diagnosticado em julho. O menino de 14 anos estava internado no Instituto Nacional do Câncer (INCA) e não resistiu.

Leia também: Nas semis da Copa do Brasil, Flamengo e Palmeiras ficam em desvantagem

O tumor ósseo é uma massa de células incomuns que crescem em um osso. É um tipo de câncer considerado raro, são registrados por ano menos de 150 mil casos no Brasil. As pessoas que descobrem a doença geralmente têm dores locais em ossos ou nas articulações e também é comum andar mancando, ter cansaço excessivo, fratura óssea, inchaço e perda de peso.

Desde que descobriu o câncer, Isaque Souza estava em acompanhamento diário com um médico do clube. A diretoria do Vasco disponibilizou uma assistente social e uma psicóloga para a família do atleta da base. Jogadores profissionais do Botafogo, Flamengo e Fluminense enviaram mensagens de apoio ao menino.

Cria das categorias de base do Vasco, Isaque também defendeu o Flamengo, mas voltou ao Cruzmaltino para atuar na categoria sub-13. Ambos os clubes postaram homenagem para o jogador em suas redes sociais.


A luta de esportistas contra o câncer

Arjen Robben, astro da seleção holandesa, descobriu câncer testicular quando tinha 20 anos
Divulgação
Arjen Robben, astro da seleção holandesa, descobriu câncer testicular quando tinha 20 anos

O câncer tem diversas ramificações e é um conjunto de doenças que tem em comum o crescimento desordenado de células que destroem o tecido do corpo. Mesmo com alta mortalidade, alguns esportistas conseguiram vencer essa batalha e voltar a atuar no esporte.

Leia também: Exposição do Flamengo faz museu bater recorde de visitação

Com o mesmo tipo de câncer que vitimou Isaque, a jogadora da seleção brasileira de vôlei, Natalia, descobriu o câncer ósseo na canela. Voltou às quadras 10 meses depois de cirurgia.

O câncer testicular foi diagnosticado em três atletas: Yeray Álvarez, zagueiro do Athletic Bilbao, descobriu a doença em 2016 e depois de cirurgia retornou aos gramados em dois meses. Mesmo tempo que o jogador de basquete brasileiro Nenê demorou para voltar as quadras após operação. Arjen Robben, estrela do Bayern de Munique, descobriu o câncer no testículo aos 20 anos e se recuperou meses depois.

O caso de Eric Abidal teve bastante repercussão. Em 2011 o atleta do Barcelona descobriu um tumor no fígado. Um ano depois de fazer cirurgia, Abidal descobriu um novo câncer no fígado. Após outro transplante do órgão, se recuperou e voltou a atuar em abril de 2013.

Leia também: Fiorentina é autorizada a homenagear Davide Astore em braçadeira

No Brasil, nomes como Ederson, do Flamengo (tumor no testículo); Roger, do Corinthians ( câncer no rim); Douglas Friedrich (tumor no testículo); Narciso, ex-Santos (leucemia) e Magrão, ex-Internacional (câncer no testículo) se recuperaram da doença.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.