CBF culpa empresa por confusão no Allianz e diz que incidente não vai se repetir

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em vídeo, funcionária do clube alerta torcedor para não retirar faixas que tampavam o nome Allianz em estádio. Veja o vídeo

Uma ordem recebida pela CBF, patrocinada pela Seguros Unimed, concorrente da Allianz, foi o motivo que levou o Palmeiras a usar faixas brancas para tampar o nome do estádio do clube antes da partida contra o Atlético-MG no sábado. Porém, segundo a CBF, tudo não passou de um mal entendido.

Em um vídeo no Youtube publicado por um torcedor que estava no Allianz Parque, uma funcionária do estádio alerta para o risco de o clube perder mando de campo caso deixe que a marca rival da parceira da CBF apareça na transmissão de TV. A partida foi transmitida pelo Sportv, canal da Globo, detentora dos direitos de transmissão.

Veja o vídeo

Em nota, a CBF responsabilizou uma empresa terceirizada pela confusão. Sem citar o nome da empresa, a entidade prometeu que incidentes como o deste sábado não vão se repetir.

"A Confederação Brasileira de Futebol esclarece que o episódio ocorrido no sábado, na partida entre Palmeiras e Atlético Mineiro, em que o nome Allianz Parque chegou a ser coberto ocorreu em virtude do excesso de zelo da empresa terceirizada encarregada dos procedimentos operacionais nos estádios. Vale ressaltar que o problema foi detectado e devidamente corrigido pela diretoria de Marketing da CBF e não se repetirá nos jogos do Campeonato Brasileiro", disse a CBF.

Leia tudo sobre: palmeiraswtorreallianz parqueglobocbfbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas