Primeira rodada de 2015 teve 2,8 gols por jogo, terceira melhor média da história dos pontos corridos. Atual bicampeão, Cruzeiro perde e Sport é o primeiro a assumir liderança

Dez jogos, redes balançadas 28 vezes, apenas um placar zerado, registrado em São Januário por Vasco  e Goiás . Com 2,8 gols por jogo, o Campeonato Brasileiro, que teve seu pontapé inicial neste fim de semana, registrou a terceira melhor média em primeiras rodadas desde que passou a ser disputado por pontos corridos, atrás apenas de 2003 (2,92) e 2007 (3,9).



Atual bicampeão, o Cruzeiro  tropeçou em seu primeiro passo na briga pelo tri: derrota para o Corinthians , por 1 a 0, na Arena Pantanal, em Cuiabá - ambos levaram times mistos a campo, visando as oitavas de final da Copa Libertadores no meio de semana. Com a vitória por 4 a 1 diante do Figueirense , na Ilha do Retiro, o Sport  é o primeiro líder do Brasileirão.

Veja classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro 2015

Não foi um fim de semana com estádios cheios. O melhor público apareceu no empate entre Palmeiras e Atlético-MG, no Allianz Parque: 28.781 pagantes, com renda de R$ 2.004.965,00. A média da primeira rodada do Brasileirão 2015 foi de 12.138 espectadores por partida. Apesar do início impressionante do Sport, só 4.116 pessoas pagaram ingresso na Ilha do Retiro.

Confira abaixo alguns destaques da primeira rodada do Brasileirão 2015:

Werley, zagueiro do Santos, deixa o jogo contra o Avaí após esse inchaço enorme na testa
Reprodução de TV
Werley, zagueiro do Santos, deixa o jogo contra o Avaí após esse inchaço enorme na testa

Galo no Peixe

Atual campeão paulista, o Santos  foi até Santa Catarina e empatou em 1 a 1 com o Avaí , neste domingo, depois de começar o duelo na frente, com gol de Robinho - Marquinhos fez para os donos da casa, após bela cobrança de falta. O que chamou a atenção, no entanto, foi o prejuízo que levou Werley no segundo tempo. Após disputar a bola com Anderson Lopes na área, o zagueiro do Peixe ganhou um galo enorme na testa. Por causa do inchaço, ele acabou substituído por Gustavo Henrique.

A placa da discórdia

CBF mandou tampar nome da Allianz no estádio do Palmeiras
Reprodução
CBF mandou tampar nome da Allianz no estádio do Palmeiras

O duelo entre Palmeiras  e Atlético-MG  foi agitado antes mesmo de a bola rolar. Quem chegou ao Allianz Parque reparou que as placas que mostram o nome da seguradora detentora dos naming rights do estádio estavam escondidos por panos brancos. A ordem era da CBF, uma medida para proteger interesses dos patrocinadores do Brasileirão. Torcedores chegaram a tirar as faixas, que depois foram recolocadas por funcionários.

Leia: CBF culpa empresa por confusão no Allianz e diz que incidente não vai se repetir

Em campo, os reservas do Galo deram trabalho e abriram 2 a 1 em pleno Allianz Parque, mas Rafael Marques aproveitou o cruzamento rasteiro de Kelvin e empatou para o Verdão aos 49 minutos do segundo tempo.

O primeiro gol

Saiu na Arena Condá, em Chapecó, o primeiro gol deste Brasileirão. Rafhael Lucas, no rebote do goleiro Danilo, abriu o placar para o Coritiba  diante da Chapecoense . O resultado, no entanto, foi a favor dos mandantes: 2 a 1 para o time catarinense.

Confira no vídeo abaixo o oportunismo de Rafhael Lucas em Chapecó:

Matinê com golaço

Grêmio  x Ponte Preta  foi a primeira partida da nova faixa de horários do Brasileirão: às 11 de domingo, experiência da CBF para esta edição. Os jogadores mostraram bastante disposição pela manhã e fizeram um ótimo jogo em Porto Alegre: 3 a 3, com direito a um golaço de Renato Cajá para a equipe do interior paulista. Confira:

O gol das aves

De Ganso para Pato. O trocadilho pode ser manjado, mas o entrosamento entre as "aves" rendeu um belo gol para o São Paulo  na vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo , no Morumbi, com pouco público (13.708 pagantes) e muita chuva.

Cavadinha humilhante

Diego Souza divide a artilharia do Campeonato Brasileiro após a primeira rodada com Yuri Mamute (Grêmio), com dois gols cada. Mas o meia do Sport esbanjou: com uma bela cavadinha, deixou Luan Polli, goleiro do Figueirense, no chão, e marcou.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.