Peter Mangs, que cometeu uma série de assassinatos no país, revelou em livro seu desejo de matar o jogador do PSG

O sueco Ibrahimovic, atacante do PSG
Christophe Ena/AP
O sueco Ibrahimovic, atacante do PSG

Condenado à prisão perpétua na Suécia por cometer dois assassinatos e oito tentativas de homicídio com arma de fogo entre 2009 e 2010, Peter Mangs fez uma revelação surpreendente em sua biografia, lançada recentemente no país: ele queria matar Zlatan Ibrahimovic, principal jogador da seleção sueca e astro do Paris Saint-Germain .

Leia: Dono do PSG garante permanência de Ibra e Blanc na próxima temporada

Segundo relatou no livro, Mangs ficou enfurecido com Ibra por um motivo banal: o jogador teria estacionado seu carro de maneira ilegal em uma calçada na cidade de Malmo, em 2010.

"Eu não estava com nenhuma arma, mas vi uma cena potencial para atirar. Corri para casa para buscar uma arma e sabia que tinha de voltar rápido. Penso que haveria um frenesi na imprensa se a pessoa em questão levasse um tiro", descreveu.

Mangs, também conhecido por atitudes xenofóbicas, descreveu a infração de trânsito cometida por Ibrahimovic como "típica do comportamento balcânico" - o jogador é sueco, mas seus pais nasceram na Croácia, que integra a região dos Balcãs.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.