Jogador belga morre três dias depois de ter ataque cardíaco durante jogo-treino

Por AP | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Gregory Mertens, de 24 anos, jogava no Lokeren e sofreu um ataque cardíaco durante jogo-treino da equipe na segunda

AP

Gregory Mertens morreu aos 24 anos
Divulgação/Federação Belga
Gregory Mertens morreu aos 24 anos

O zagueiro belga Gregory Mertens, de 24 anos, morreu nesta quinta-feira três dias depois de sofrer com uma insuficiência cardíaca durante jogo-treino do Lokeren.

O clube da primeira divisão da Bélgica confirmou a morte do seu jogador em nota. "Com tristeza , anunciamos o falecimento de Gregory Mertens".

O jogador entrou em colapso no início do jogo de segunda-feira e foi mantido em coma. O Lokeren disse que os médicos tentaram operá-lo na terça-feira, mas houve complicações que impediram o procedimento.

Segundo o clube, Mertens havia passado por exames cardíacos várias vezes durante sua carreira e que nada apontou para um problema cardíaco. A federação belga, em sua conta no Twitter, também prestou sua homenagem ao jogador. "Nunca esqueceremos o seu sorriso".

Veja atletas e ex-atletas que morreram em 2014

Responsável por eternizar o gesto de erguer a taça sobre a cabeça, Bellini, capitão da seleção brasileira na Copa de 1958, morreu aos 83 anos, vítima de Alzheimer. Foto: Gazeta PressEx-lateral da seleção brasileira, Marinho Chagas morreu aos 62 anos de hemorragia digestiva. Foto: Bruno Winckler/iGUm dos principais nomes da história do Palmeiras, o ex-goleiro Oberdan Cattani morreu aos 95 anos ao não resisitr a doença cardíaca. Foto: Fernando Dantas/Gazeta PressÍdolo do Internacional, o ex-atacante Fernandão morreu em acidente de helicóptero. Ele tinha apenas 36 anos. Foto: VipcommO Internacional foi um dos times no currículo profissional do ex-técnico Lori Sandri, que morreu aos 65 anos, vítima de tumor cerebral. Foto: ReproduçãoTécnico na época da "Democracia Corinthiana", Mário Travaglini morreu aos 81 anos. Também vítima de tumor cerebral. Foto: Fernando Pilatos/Gazeta PressCampeão brasileiro com o Corinthians em 1990, o ex-treinador Giba morreu aos 52 anos, vítima de doença rara que ataca os rins. Foto: DivulgaçãoÍdolo de Fluminense e Atlético-PR, o ex-atacante Washington morreu aos 54 anos. Ele sofria de uma doença degenerativa. Foto: Gazeta PressParceiro de Washington no ataque do Atlético-PR e do Fluminense nos anos 1980, Assis morreu pouco depois, aos 61 anos, de problemas renais. Foto: DivulgaçãoUm dos principais artilheiros do Flamengo em todos os tempos, Esquerdinha morreu aos 90 anos. Foto: Site oficialÍdolo do período mais vitorioso da história do Real Madrid, o ex-atacante Alfredo Di Stéfano não resistiu a uma parada cardíaca e morreu aos 88 anos. Foto: Carlos Alvarez/Getty ImagesConsiderado o melhor jogador da história do futebol português, Eusébio morreu aos 71 anos, após parada cardiorrespiratória. Foto: Getty ImagesEx-técnico do Barcelona, Tito Vilanova perdeu a batalha que travava contra um câncer na glândula parótida e morreu com apenas 45 anos. Foto: Getty ImagesTreinador que comandou a seleção espanhola à conquista da Eurocopa de 2008, Luis Aragonés morreu aos 75 anos de leucemia. Foto: Getty ImagesOutro técnico campeão da Euro que morreu em 2014 foi Richard Nielsen, que levou a Dinamarca ao título de 1992. Ele tinha 76 anos e lutava contra um câncer cerebral. Foto: Getty ImagesDurante partida de críquete na Austrália, Phil Hughes levou uma bolada na cabeça e morreu depois de dois dias. Foto: Mark Metcalfe/Getty ImagesO ex-pugilista Rubin Carter, conhecido como Hurricane e que foi preso sob a acusação de assassinato da qual foi inocentado mais tarde, morreu aos 76 anos devido a um câncer na próstata. Foto: APAos 16 anos, Alicia Fernandez Romero teve um mau súbito e morreu logo após um jogo de basquete na Espanha. Foto: ReproduçãoIntegrante da delegação britânica nas Olimpíadas de Londres, a ex-tenista Elena Baltacha morreu aos 30 anos em decorrência de um câncer no fígado. Foto: Getty ImagesPiloto da Fórmula 1 nos anos 1980 e 1990, o italiano Andrea de Cesaris tinha 55 anos quando perdeu a vida em um acidente de moto. Foto: Getty Images


Leia tudo sobre: bélgicalokerenfutebol mundialgregory mertens

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas