Convocado apenas uma vez, zagueiro não cria expectativas para a Copa América, mas vê a Rússia como sonho possível

Gabriel Paulista em ação pelo Arsenal contra o Reading pela Copa da Inglaterra
Tim Ireland/AP
Gabriel Paulista em ação pelo Arsenal contra o Reading pela Copa da Inglaterra

Neste domingo, o Arsenal  recebe o Chelsea  no seu estádio para tentar diminuir a vantagem do rival na liderança do Campeonato Inglês . São 10 pontos de diferença. Gabriel Paulista, único brasileiro do Arsenal, enfrentará titulares da seleção brasileira como Willian e Oscar, com quem disputou treinos em março no mesmo Emirates Stadium, casa do Arsenal. 

"A vitória contra o Chelsea não só pode evitar o título deles, mas também aumenta as nossas chances. Será um grande jogo sem dúvida alguma", disse o zagueiro que já fez sete jogos pelo Arsenal desde fevereiro, cinco da Premier League e dois pela Copa da Inglaterra. 

Leia também:
+ Coadjuvante, Brasil protagoniza só duas grandes negociações no futebol europeu

Gabriel Paulista entrou de última na lista de Dunga para os amistosos contra França e Chile. Tem concorrência pesada para estar na Copa América em junho, mas confia que suas atuações pelo Arsenal, em especial nos grandes jogos como o deste final de semana, podem fazer diferença. 

"O meu cartão de visitas já foi apresentado (na seleção). Foi uma das melhores experiências que já tive na minha carreira e na minha vida. Vou continuar trabalhando forte no Arsenal para que possa aumentar as minhas chances de convocação, até por que sem trabalhar nada irá acontecer", disse Gabriel ao iG em entrevista por e-mail.

Gabriel Paulista, 24 anos, foi convocado pela primeira vez para a seleção em março
Bruno Domingos/Mowa Press
Gabriel Paulista, 24 anos, foi convocado pela primeira vez para a seleção em março

Ele não chegou a entrar em campo em nenhum dos amistosos e até por isso considera como normal não estar na lista final de Dunga a ser divulgada no dia 5 de maio. "Se a convocação para a Copa América não vier, estarei trabalhando da mesma forma para ser lembrando nas próximas convocações".

Gabriel sabe que os concorrentes a uma vaga entre os quatros zagueiros que Dunga levará ao Chile são pesados. Ao ser perguntado em que posição se coloca ao comparar sua atual performance com os momentos dos últimos convocados por Dunga, ele foi diplomático. 

"Essa pergunta é muito complicada. Só no PSG estão três baita zagueiros, o David Luiz, o Marquinhos e o Thiago Silva. Tem também o Miranda no Atlético de Madri em ótimo momento. Não posso esquecer do Dante no Bayern de Munique. Todos de um nível muito alto", disse, desconsiderando as recentes falhas de Dante e David Luiz nas quartas de final da Liga dos Campeões. Os quatro primeiros citados por Gabriel são os favoritos a estarem entre os convocados por Dunga para a Copa América. 

Seu sonho é estar na da próxima Copa. "Vou trabalhar intensamente para que em 2018 esteja representando o meu País na Rússia. Esse é o meu objetivo.

Gabriel Paulista em treino do Arsenal, clube o contratou por 15 milhões de euros
Divulgação
Gabriel Paulista em treino do Arsenal, clube o contratou por 15 milhões de euros

Jogador brasileiro mais caro da última janela de transferências na Europa, Gabriel deixou o Villarreal por 15 milhões de euros. Aos 24 anos, inicia sua trajetória na Inglaterra, onde diz sempre ter sonhado jogar. "Desde o dia em que atuei pela primeira vez como jogador eu me imaginava atuando no futebol inglês. Trabalhei muito para chegar ao Arsenal".

Gabriel iniciou a carreira no Taboão da Serra. Depois de fazer boa Copa São Paulo em 2009 pelo clube da grande São Paulo, foi para o Vitória, onde jogou até 2013 antes de se transferir para o Villarreal por 3,3 milhões de euros. Na Espanha fez 50 partidas e teve papel importante na campanha que levou o time à Liga Europa. 

"O Arsenal é um clube que proporciona mais visibilidade, mas preciso trabalhar para conquistar essa notoriedade. Chegar à seleção brasileira é fruto do trabalho realizado não somente aqui no Arsenal, mas desde Taboão, Vitória e Villarreal".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.