Apesar de ameaça, São Paulo deixa Pato fora de jogo contra o Corinthians

Por Bruno Winckler - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante foi ao Morumbi, mas vai apenas assistir partida das arquibancadas

Até o minuto anterior à divulgação das escalações de São Paulo e Corinthians para o clássico que fecha a fase de grupos da Libertadores, o assunto era um só entre jornalistas e torcedores: e a, Pato joga? Durante o dia, os diretores do São Paulo analisaram o contrato de empréstimo do atacante do Corinthians em busca de uma brecha jurídica que justificasse sua escalação.

Pato não pega o Corinthians
Rubens Chiri/São Paulo
Pato não pega o Corinthians

Tentavam justificar a presença de Pato no jogo decisivo de acordo com a nova norma da Fifa, que desautoriza os clubes que emprestam jogadores de colocarem uma cláusula que os impeçam de jogar contra a agremiação de origem. Discutiu-se também se os atrasos de pagamentos do Corinthians (que paga a metade do salário do jogador) poderiam ser a tal “brecha jurídica”.

Pato foi ao Morumbi, mas chegou sem uniforme de jogo. Ataíde Gil Guerreiro, vice presidente de futebol, disse apenas “sem Pato” ao ser perguntado se o atacante entraria em campo. E, de fato, o São Paulo foi escalado apenas com Luís Fabiano como atacante.

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, disse que nunca acreditou na possibilidade de o São Paulo quebrar o acordo feito na época que cedeu Pato por empréstimo. “Acredito nas palavras do São Paulo. Mas se o Pato entrasse em campo, teríamos de ver com o departamento jurídico as medidas que tomaríamos”, disse.

O São Paulo teria de pagar R$ 5 milhões ao Corinthians para que Pato entrasse em campo. O Corinthians deve cerca de R$ 3,5 milhões ao jogador em salários atrasados. 

Leia tudo sobre: São PauloCorinthiansLibertadoresAlexandre Pato

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas