Jogador é muito bem aproveitado pelo técnico Luis Enrique e está entre os campeões de minutos jogados na temporada

Neymar comemora gol pelo Barcelona sobre o PSG, o quarto dele na Liga dos Campeões
AP Photo/Michel Euler
Neymar comemora gol pelo Barcelona sobre o PSG, o quarto dele na Liga dos Campeões

Os chiliques de Neymar quando é substituído pelo técnico do Barcelona  Luis Enrique não se justificam. O brasileiro, autor de um gol na vitória de quarta-feira sobre o PSG por 3 a 1 , em Paris, pela Liga dos Campeões , é o quarto jogador com mais tempo de jogo pela equipe catalã no torneio, e no Campeonato Espanhol  a situação não é muito diferente.

Com 667 minutos disputados na Liga dos Campeões desta temporada, divididos em oito partidas, ele é o quarto jogador do Barcelona que mais ficou em campo. Perde somente para o goleiro alemão Ter Stegen, com 810 minutos, para o astro do time Lionel Messi, com 786, e para o argentino Mascherano, com 720. Em todo o elenco, apenas Messi e Ter Stegen disputaram os nove jogos do time na Champions.

Leia mais:  Luis Enrique manda recado a Neymar: “Eu tomo as decisões”

Neymar sai de campo insatisfeito no empate do Barcelona com o Sevilla no Espanhol
AP Photo/Angel Fernandez
Neymar sai de campo insatisfeito no empate do Barcelona com o Sevilla no Espanhol

E o brasileiro tem justificado a confiança do treinador, tendo marcado quatro gols no torneio até aqui. É o terceiro artilheiro da equipe, atrás de Messi (8) e Suárez (6). E Neymar é bastante efetivo, pois chutou a gol menos vezes que os dois companheiros: 2,8 vezes por jogo, contra 4,2 de Suárez e 4,8 de Messi.

No Campeonato Espanhol Neymar também é muito aproveitado por Luis Enrique. Embora tenha sido titular em apenas 22 dos 31 jogos, ele ficou em campo 1943 minutos, quinta melhor marca do elenco. E a retribuição dele é ainda maior, com 18 gols, contra 34 de Messi e 10 de Suárez. O brasileiro ainda deu cinco assistências para gols de companheiros na competição nacional.

Somadas as duas competições, apenas três jogadores entraram em campo mais que Neymar: o incansável Messi, que disputou todos os jogos nas duas competições; o goleiro Claudio Bravo, titular nos 31 jogos do Espanhol; e o lateral esquerdo Jordi Alba.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.