Depois de polêmica, árbitros não vão mais usar camisas com marcas parceiras do Palmeiras. Fifa alega conflito de interesses

Por ordem da Fifa, Crefisa e FAM não vão mais patrocinar árbitros na reta final do Paulistão
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Por ordem da Fifa, Crefisa e FAM não vão mais patrocinar árbitros na reta final do Paulistão

A Federação Paulista de Futebol cancelou o patrocínio da Crefisa e da Faculdade das Américas (FAM) aos árbitros nas partidas do mata-mata do campeonato estadual. A recomendação foi feita pela Fifa, que alegou conflito de interesses, já que as duas empresas estampam suas marcas na camisa do Palmeiras, semifinalista do Paulistão. 

Na quinta-feira, quando anunciou o acordo, a Federação Paulista, por meio do Coronel Marcos Marinho, presidente da Comissão de Arbitragem da entidade, disse que a Fifa não poderia interferir. Nesta segunda, du rante reunião que definiu as datas das partidas das semifinais , a FPF voltou atrás. Segundo Marinho, "para não criar caso com a Fifa". 

Leia também:
+ Paulistão terá os dois clássicos das semifinais disputados no domingo
+  Campeonato Paulista pega fogo, e rodada de clássicos deve incendiar ainda mais

A Fifa até autoriza patrocínios na camisa dos árbitros, mas as marcas que pagam por esse direito não podem patrocinar clubes que estejam no mesmo campeonato em que os árbitros atuem.

Depois do acordo, o Palmeiras emitiu nota oficial repudiando aquilo que chamou como “desrespeito” sobre o acordo da Federação Paulista de Futebol com dois de seus patrocinadores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.