Com ataque carente e Dunga como fã, Robinho pode se dar bem na seleção

Por Bruno Winckler - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico diz que camisa do Brasil não pesa para atacante do Santos, que carrega bons números com técnico como aliados

Robinho em treino da seleção em Paris
Bruno Domingos/Mowa Press
Robinho em treino da seleção em Paris

Dunga insistiu em ter Robinho como uma das suas opções de ataque para os amistosos da seleção brasileira contra França e Chile, quinta (26) e domingo (29), em Paris e Londres. 

Em tempos de renovação e de Olimpíada, quando a molecada deveria ter mais espaço, um veterano de 31 anos ganha espaço. E para o técnico, pouco importa se em 2018, na Copa da Rússia, Robinho terá 34 anos.

"Robinho é um jogador de dribles, cheio de entusiamo. Tem um tipo diferente de liderança. Ele tem experiência na seleção, voltou no jogo contra a Argentina e foi bem. Tem jogador que cresce quando veste a camisa da seleção brasileira", disse Dunga, há uma semana, em entrevista ao canal Sportv.

O motivo para tanta confiança de Dunga em Robinho está nos números dele sob a batuta do treinador. Dos 28 gols que Robinho tem pela seleção, 21 foram marcados com Dunga como técnico. Foram 53 jogos na primeira passagem do treinador pelo selecionado nacional e outros três em 2014. Ao todo, Robinho tem 93 partidas pela seleção. Ou seja, 56% das partidas de Robinho na seleção foram jogadas com Dunga no banco de reservas.

A confiança do técnico no atacante passa por todo o convívio que tiveram entre 2006 e 2010 e também pelo bom momento que ele vive no Santos. Foram quatro gols no Paulistão e participação decisiva na campanha invicta da equipe na temporada. A ausência de Diego Tardelli, cortado por lesão, e a falta outros jogadores confiáveis para o ataque pesam a favor de Robinho. Que, além de tudo, é "parça" de Neymar, com quem foi campeão paulista e da Copa do Brasil de 2010 pelo Santos

"Ele já esteve na seleção, foi bem, é experiente, teve uma resposta boa. E agora, iniciando o Paulista, está novamente bem", disse Dunga sobre Robinho. Ele jogou as partidas contra Colômbia, Japão e Argentina em 2014 sob o comando de Dunga. Não esteve na lista para os jogos contra Turquia e Áustria, em novembro, porque apenas jogadores que atuam na Europa foram convocados.

Leia tudo sobre: seleção brasileiracbfsantosrobinhoamistososdunga

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas