Multas podem elevar valores envolvendo contratação de Neymar para R$ 543 milhões

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Cálculo divulgado pelo jornal espanhol Marca inclui as sentenças sugeridas ao Barcelona e a dois dirigentes no negócio envolvendo o atacante brasileiro

Neymar, atacante do Barcelona
Getty Images
Neymar, atacante do Barcelona

A investigação fiscal que analisa a contratação do atacante brasileiro Neymar pelo Barcelona pode inflacionar ainda mais as cifras do negócio, concretizado em julho de 2013. Cálculos feitos pelo jornal "Marca" dão conta que, se as multas sugeridas pela Fiscalía Anticorrupción, órgão que averigua casos de corrupção e crime organizado na Espanha, forem aplicadas, os valores que envolvem o caso chegarão a 158,3 milhões de euros, ou cerca de R$ 543 milhões.

Inicialmente, o Barça não revelou os valores da negociação. Meses depois, a cifra divulgada foi de 57 milhões de euros. Em janeiro de 2014, no entanto, um sócio denunciou o então presidente do clube, Sandro Rosell, de desviar 40 milhões de euros (cerca de R$ 128 milhões, na cotação atual) a uma empresa do pai de Neymar durante a transação, sem contabilizar as luvas recebidas pelo atacante, parcerias institucionais e o direito de preferência pela contratação de outros três jogadores do Santos.

Leia: Órgão do Ministério Público espanhol pede prisão de presidente do Barça

Com os valores omitidos, a análise do contrato aumentou a conta para 100,7 milhões de euros. A indicação ao prêmio Bola de Ouro da Fifa gerou um adicional de 2 milhões de euros ao brasileiro. O Barça também gastou, como uma espécie de contrapartida pelo fato de o Santos ter uma porcentagem baixa sobre os direitos econômicos do atleta, 4,5 milhões de euros por um amistoso entre os dois times, em agosto de 2013.

Por conta da negociação nebulosa, na última segunda-feira, a Fiscalía Anticorrupción sugeriu a prisão de Josep Maria Bartomeu, atual presidente do Barça e vice quando o negócio foi concretizado, e Sandro Rosell, que renunciou ao cargo por conta da repercussão negativa do caso Neymar. Os dirigentes e o Barça também seriam multados pelas irregularidades, somando R$ 51,1 milhões em sanções. Os pedidos do ministério público espanhol aguardam a apreciação de um juiz.

Abaixo, a contabilidade da contratação de Neymar pelo Barcelona, de acordo com o jornal espanhol Marca:

17,1 milhões de euros - valor recebido pelo Santos
7,9 milhões de euros - pagos ao Santos pelos direitos de outros três jogadores
10 milhões de euros - luvas pagas a Neymar
40 milhões de euros - multa pelos direitos econômicos paga ao pai de Neymar
6 milhões de euros - acordos institucionais e de marketing
2,5 milhões de euros - valor pago ao Instituto Neymar Jr.
2,7 milhões de euros - comissão de empresário
13,5 milhões de euros - impostos à Fazenda espanhola
4,5 milhões de euros - amistoso entre Barcelona e Santos
2 milhões de euros - adicionar pela indicação de Neymar à Bola de Ouro da Fifa
25,1 milhões de euros - multa cobrada de Sandro Rosell
3,8 milhões de euros - multa cobrada de Josep Maria Bartomeu
22 milhões de euros - multa cobrada do Barcelona

Total: 158,3 milhões de euros (cerca de R$ 543 milhões).

Leia tudo sobre: neymarbarcelonafutebol mundialespanha

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas