Com 100% de aproveitamento, técnico tem amistosos contra França e Chile como últimos testes antes de lista do torneio

Dunga acompanhou a partida entre PSG e Chelsea para observar jogadores brasileiros
AP
Dunga acompanhou a partida entre PSG e Chelsea para observar jogadores brasileiros

A Copa América de 2015 começa só em 11 de junho, mas nesta quinta-feira o técnico Dunga começa a mostrar quem larga na frente para estar na lista definitiva da seleção brasileira para o torneio que será disputado no Chile. Os convocados agora são para os amistosos contra França, dia 26, em Paris, e Chile, dia 29, em Londres, mas há mais em jogo.

Até a convocação final para o torneio o Brasil não fará nenhum outro amistoso. Quando Dunga reunir os jogadores para a Copa América, no início do junho, ainda vai disputar dois jogos no Beira-Rio e no Allianz antes de viajar ao Chile, mas em ambas partidas os convocados serão os mesmos disponíveis para a estreia contra o Peru, dia 14 de junho.

Dunga faz tour na Europa, mas não pretende observar in loco brasileiros na China

Com 100% de aproveitamento em seis jogos desde o final da Copa do Mundo, Dunga manteve uma linha de conduta em relação aos seus convocados para os jogos contra Equador, Colômbia, Argentina, Japão, Turquia e Áustria. Fez poucas mudanças de uma lista para outra e deixou um esboço de time titular bem desenhado. 

Veja a lista de convocados para os jogos de novembro, os últimos da seleção

Diego Alves, goleiro do Valencia, e Jefferson, do Botafogo, foram bem quando testados. O segundo ficou fora da última lista por atuar no Brasil, mas o pênalti defendido em chute de Messi não foi esquecido. Rafael, do Napoli, deve ser a terceira opção. Entre os laterais, Danilo e Alexsandro, do Porto, largaram bem também. Filipe Luís, reserva no Chelsea, pode perder espaço.

Veja como estão os 23 convocados da última lista de Dunga na seleção brasileira

Na zaga, o trio do Paris Saint-Germain, com David Luiz, Marquinhos e Thiago Silva também não deve ser alterado. Mas é Miranda, do Atlético de Madri, o titular com David. Entre os meio-campistas, os "ingleses" Oscar, Willian e Philippe Coutinho estão em alta. Luiz Gustavo e Fernandinho, manchados pelo 7 a 1 na Copa, se redimiram e iniciaram bem o ano.

Lucas foi cortado de lista de novembro por estar lesionado. E agora vive mesmo problema
Getty Images
Lucas foi cortado de lista de novembro por estar lesionado. E agora vive mesmo problema

A convocação desta quinta também vai apontar os planos de Dunga para os "asiáticos". Diego Tardelli, Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro escolheram ligas pouco competitivas para seguir suas carreiras. O ex-atleticano marcou duas vezes contra a Argentina e terminou 2014 como nome certo nas pretensões do técnico.

Dos convocados para os jogos contra Turquia e Áustria, em novembro, os dois que mais caíram de produção foram Anderson Talisca, do Benfica, e Roberto Firmino, do Hoffenheim. O segundo marcou o gol da vitória contra a Áustria. No ataque, Neymar teve a companhia de Tardelli e Luiz Adriano. Há poucos atacantes brasileiros de destaque mundial para rivalizarem com a dupla. O meia-atacante Lucas, do PSG, acabou cortado da última convocação por estar contundido, mesma condição de hoje. 

Mudanças possíveis
Na última vez que dirigiu a seleção numa Copa América, em 2007, Dunga fez oito alterações em relação à lista convocada em março e que foi para o torneio em junho. O cenário atual aponta que há vagas a serem preenchidas e os jogos na Europa no final de março vão apontar os caminhos que o técnico vai seguir. 

"Vamos ter dois amistosos (contra França e Chile) e só um dia para treinar em cada um. Aí quando chega a competição e você pensa que vai ter tempo, serão apenas três dias para trabalhar com os atletas", disse o técnico na segunda-feira, sinalizando que terá pouco tempo para trabalhar com os jogadores antes da competição. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.