Coordenador da base do Palmeiras aceita convite e trabalhará na CBF

Por Gabriela Chabatura - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Erasmo Damiani ocupará a função que estava sendo acumulada por Alexandre Gallo. Osmar Loss, técnico do sub 20 do Corinthians e nome analisado também pela entidade, diz que não teria problemas em trabalhar com o Dunga

Mesmo depois de o presidente José Maria Marin assegurar a continuidade de Alexandre Gallo, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) acertou a contratação de Erasmo Damiani, então coordenador das categorias de base do Palmeiras, para assumir a mesma função na entidade. A informação foi confirmada pelo iG.

Erasmo Damiani ao lado de Alexandre Gallo
Fabio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação
Erasmo Damiani ao lado de Alexandre Gallo

Leia também: Saída de Gallo ganha força na CBF e dupla de grandes de São Paulo é preferida

Damiani pediu na última quarta-feira autorização ao presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, para conversar com a CBF. Diante da resposta positiva, o dirigente se reuniu com Gilmar Rinaldi e conversou sobre a visão que tem sobre a base no Brasil. A CBF, por sua vez, repassou a ele os procedimentos e caminhos que deve tomar nos próximos meses. Logo em seguida, as partes se acertaram, e Damiani comunicou a decisão ao Palmeiras. 

Para não interromper o trabalho de reformulação de base que foi iniciado no Palmeiras em 2013, Erasmo Damiani já conversou com o gerente de futebol Cícero Souza e repassou a ele nomes os quais ele considera a altura para substitui-lo. Agora, o clube começará a busca no mercado.  

Há cerca de 15 anos, o iG revelou que os nomes de Damiani e Osmar Loss, técnico sub 20 do Corinthians, eram os preferidos para substituir Alexandre Gallo, que até então acumulava o cargo de treinador da seleção sub 20 e coordenador. Com a chegada do palmeirense, ele fica apenas no comando técnico ao menos até a saída de Marin em abril.

A permanência de Alexandre Gallo, embora mantido, se tornou praticamente insustentável depois do desempenho pífio da seleção sub 20 no Campeonato Sul-Americano da categoria, disputado no início do ano no Uruguai. O Brasil terminou a competição na 4ª colocação e só está classificado para a Olimpíada porque é país sede.

Osmar Loss diz que não teria problema em ir para a CBF

Técnico do sub 20 do Corinthians e atual campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, Osmar Loss negou qualquer proposta da CBF, mas afirmou que não teria problemas em aceitá-la caso fosse convidado. Ao iG, ele negou qualquer tipo de problema com Dunga, com quem teria tido um atrito nos tempo de Internacional.

"Não teria problema nenhum. Mas hoje o cargo está ocupado e é chato falar sobre isso. No Internacional, não houve nenhuma discussão, nenhum ponto de atrito. Essa questão (envolvendo o Dunga) foi levantada pela imprensa do Sul. O que talvez possa ser levantado é a questão da distância entre os dois departamentos (base e profissional) porque era período de pré-temporada. Novamente, se a CBF tiver a intenção, isso não deveria impedir a escolha", declarou ele em entrevista exclusiva.

Ainda segundo a visão do treinador, as categorias de base no Brasil estão avançando. "O trabalho vem evoluindo. Nós percebemos que está tendo uma atualização e caminhando para o futebol moderno que tanto se espera. Mas lembrando, não podemos perder a identidade do futebol brasileiro que é o improviso, não podemos jamais deixar isso de lado", analisou.

Formado em Educação Física na UCS, em Porto Alegre, Osmar Loss começou a carreira no futebol aos 19 anos no Internacional. Comandou as equipes sub 10 a sub 20, além do time b e profissional interinamente. Passou pelo profissional do Juventude, Desportivo Brasil e Fluminense.

Leia tudo sobre: Erasmo Damianiseleção brasileiraigspPalmeiras

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas