Com pane e chuva, público no Morumbi fica perto das piores médias históricas

Por Mário André Monteiro - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Pouco menos de 17 mil pessoas foram ao estádio acompanhar o primeiro jogo do São Paulo em casa pela Libertadores

O torcedor são-paulino não esconde de ninguém que a Libertadores é a sua competição preferida, tanto que nas participações recentes do clube no torneio, o estádio do Morumbi recebeu uma excelente média de público - em 2013, por exemplo, ano da última edição que o time esteve presente, a média foi de mais de 41 mil pessoas.

Com show de Pato, São Paulo faz a lição de casa e goleia o Danubio

Porém, no primeiro jogo que fez pela Libertadores em casa na edição 2015, diante dos uruguaios do Danubio, o Morumbi recebeu apenas 16.689 torcedores, número que fica bem perto das piores médias do São Paulo nos jogos em casa ao longo da história no campeonato.

Torcida do São Paulo no Morumbi
Site oficial
Torcida do São Paulo no Morumbi

A presença de torcedores nesta quarta-feira só superou as médias dos anos de 1974 (7.969 pessoas por jogo), de 1982 (14.552 pessoas por jogo) e de 1987 (7.301 pessoas por jogo). O ano que mais contou com o Morumbi lotado foi 1993, quando o time conquistou o bicampeonato: média de 68.725 torcedores por partida.

Se destacam também os anos de 1994, com quase 55 mil pessoas de média, o de 2004, que teve mais de 56 mil pessoas em média, e o de 2006, com quase 51 mil torcedores. Antes da partida contra o Danubio, o pior público do São Paulo numa Libertadores havia acontecido em 1992, quando pouco mais de 12 mil torcedores foram ao Morumbi para assistir à partida contra o Criciúma pelas quartas de final. 

E mais: Pé-quente, namorada de Alexandre Pato admite ajuda psicológica ao atacante

O fato é que uma pane no sistema online de venda de ingressos do São Paulo impossibilitou a compra e fez com que muitos torcedores fossem ao estádio tentar a sortes nas bilheterias físicas, mas o alto valor do ingresso mais barato afastou os fãs tricolores - R$ 120,00 para quem não fosse sócio-torcedor. O clube havia divulgado a comercialização de 17 mil bilhetes, mas o público contra o Danubio ficou abaixo disso.

Após a goleada por 4 a 0, os jogadores do São Paulo admitiram que preferiam atuar em uma partida desta importância com casa cheia, mas entenderam que o problema no sistema de vendas e a chuva que castigou a capital paulista fizeram com que o Morumbi recebesse pouca gente.

"A gente esperava mais torcida, lógico, mas soubemos que aconteceram algumas circunstâncias que prejudicaram a vida do torcedor na venda de ingressos. E também pelo tempo não ter ajudado. Mas espero que no próximo jogo seja casa lotada", disse Michel Bastos.

"Acredito que com a vitória a confiança aparece. O torcedor ainda estava um pouco desconfiado. Mas esses poucos que vieram nos incentivaram, nos ajudaram, estiveram do nosso lado e esperamos lotar o Morumbi no próximo jogo. O torcedor é apaixonado e vai sempre nos incentivar", comento o lateral direito Bruno.

Leia tudo sobre: São PauloLibertadoresigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas