Deputado federal pelo PT, ex-presidente do clube desistiu de propor lei que faria de 1º de setembro o dia oficial do clube

Projeto de lei que instauraria o
SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS
Projeto de lei que instauraria o "Dia do Corinthians" em todo o Brasil não foi adiante

O projeto de lei proposto pelo deputado federal Antônio Goulart (PSD-SP) e que tinha o apoio de Andrés Sanchez (PT-SP) de criar uma lei para fazer de 1 º de setembro o dia nacional do Corinthians  não foi adiante. O ex-presidente do clube desistiu do projeto depois da repercussão negativa . Este seria o primeiro projeto com seu apoio em Brasília, em menos de um mês desde sua posse. 

Na quarta-feira, via Twitter, Andrés tentou se explicar. "Quero esclarecer que eu não criei este projeto. Sempre falei que meu papel aqui na Câmara dos Deputados seria muito além do futebol. Continuo com meu foco, que são projetos que visam melhoria para a população em geral. O projeto foi criado pelo deputado federal Goulart, pessoa que tenho um apreço e assim como eu é corintiano, portanto dei meu apoio", disse Andrés.

Goulart, que foi vereador em São Paulo, já havia conseguido fazer um projeto de lei na Câmara Municipal que fazia do dia 4 de julho de 2012, data da conquista da Libertadores pelo Corinthians, o "Dia da Independência Corintiana". Assim como Andrés, ele está em seu primeiro mandato como deputado federal. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.