Próximo duelo pela Libertadores será em abril no Morumbi. Goleiro reconhece que rival foi melhor em Itaquera

Rogério Ceni disse que resultado foi justo
Getty Images
Rogério Ceni disse que resultado foi justo

As reclamações contra a arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro após o duelo entre Corinthians e São Paulo na quarta-feira  passaram longe da análise do goleiro Rogério Ceni sobre os motivos que levaram sua equipe perder na estreia da Libertadores. Ao contrário de Ganso , que culpou o juiz pela derrota por 2 a 0, o capitão reconheceu a superioridade do rival, apesar de erro do juiz no segundo gol.

Veja a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Libertadores

O ídolo tricolor disse esperar que até 22 de abril, data do reencontro no Morumbi pela sexta rodada do grupo 2 da Libertadores, o São Paulo tenha um time capaz de superar o rival. 

“Todos jogos são importantes, são decisões. São 18 pontos e três ficaram para trás. Agora é se concentrar para quarta-feira. Jogamos em casa (contra o Danúbio). Temos de vencer. Depois temos uma disputa direta com o San Lorenzo para somar mais pontos e dar sequencia. Aí vem um novo São Paulo e Corinthians. Que a gente consiga pelo menos encontrar um time que consiga se postar em campo, nesses, sei lá, dois meses de intervalo entre um jogo e outro”, disse Ceni.

Leia também:  Ceni cobra evolução e prevê 'Majestoso' decisivo por vaga em abril

Na análise do capitão são-paulino, sua equipe não ofereceu perigo ao Corinthians. “Nós não jogamos. Não conseguimos criar uma única chance clara de gol, uma finalização de dentro da área, alguma coisa assim. Nós não temos do que reclamar”, completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.