Jogadores e membros da delegação da equipe que estiveram na Colômbia relatam experiência assustadora em retorno a SP

Danilo e Petros em viagem do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Danilo e Petros em viagem do Corinthians

A delegação do Corinthians  chegou a São Paulo na madrugada desta sexta-feira depois de passar por momentos de terror no voo que a trouxe de Bogotá após compromisso pela Libertadores  contra o Once Caldas, na quarta-feira.

"Hoje realmente senti medo, puta turbulência danada na nossa volta da Colômbia. Graças a Deus foi só um susto", escreveu o assessor de imprensa do clube em sua conta pessoal no Twitter. 

Em reportagem do site Globoesporte.com, que acompanhou a viagem de volta do Corinthians, o relato é de que houve desespero entre os passageiros. Com cerca de 40 minutos de voo, os avisos luminosos de atar os cintos foram acionados e o avião começou a balançar para os lados. Logo em seguida a aeronave sofreu uma queda brusca de cerca de três segundos.

"Eu não costumo ter medo, mas nessa fiquei bolado", disse o meia Renato Augusto, ao conversar com os goleiros Cássio e Matheus. "Acho que essa foi a pior turbulência que peguei na minha vida", disse o repórter Abel Neto, da Rede Globo, que também estava no voo do Corinthians.

O Corinthians já entra em campo neste sábado, às 17h, contra o Botafogo de Ribeirão Preto, em Itaquera. Tite já avisou que usará reservas na partida. A estreia na fase de grupos da Libertadores será na próxima quarta-feira, dia 18, contra o São Paulo, também na Arena Corinthians.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.