Centurión tem poucos gols na carreira, dá poucas assistências e tem uma boa estatística de desarmes. Ele já foi fotografado segurando um revólver, fato que causou muita polêmica

Nesta semana o São Paulo confirmou a chegada do atacante Adrián Ricardo Centurión , de apenas 22 anos de idade e que estava no Racing. Com as saídas de Osvaldo e Kaká, o clube paulista sempre deixou claro que sua intenção era contratar um jogador de velocidade para o setor ofensivo e por isso investiu na contratação do argentino.

"Provocativo", Centurión chega ao São Paulo e esfria polêmica de foto com arma

Centurión, novo reforço do São Paulo
Site oficial
Centurión, novo reforço do São Paulo

Além de ser veloz, uma das principais características do atleta é a habilidade. Os dribles também são uma arma interessante do camisa 20. Centurión atua pelos lados do campo, quase sempre pelo lado esquerdo, mas, apesar de jogar adiantado, não faz muitos gols e tampouco se destaca nas estatísticas de assistências.

Na temporada passada, quando sagrou-se campeão argentino, o atacante fez apenas três gols em 19 rodadas e deu apenas uma assistência, segundo números do Futdados. No total da sua carreira, desde 2012, Centurión tem sete gols no total, atuando por Racing e Genoa.

Apesar de não ser goleador e nem garçom, o reforço são-paulino promete ser uma peça importante no esquema de Muricy Ramalho, que gosta de atacantes que ajudem na recomposição. No ano passado, Centurión teve 82% de sucesso nos desarmes atuando pela faixa esquerda do campo, se mostrando aplicado na marcação e no retorno defensivo.

São Paulo revela que não pagou nada para contratar o argentino Centurión

"Precisávamos de alguém rápido, veloz ev ibrante para jogar pelos lados, mas não achamos ninguém no mercado interno. É um menino em crescimento, jovem e com os últimos meses no Racing excelentes. Colhemos informações na imprensa e com técnicos na Argentina e contratamos com ótimas referências. É uma figura que deve estar na seleção argentina em breve", disse Ataíde Gil Guerreiro, vice-presidente de futebol do São Paulo.

Foto de Centurión segurando uma arma foi divulgada em 2012
Reprodução
Foto de Centurión segurando uma arma foi divulgada em 2012

E o próprio Centurión admitiu que é um tanto quanto polêmico dentro de campo. Ele gosta de incendiar as partidas e deixar os rivais nervosos. "Sim, gosto de irritar os adversários. Sou um jogador provocador no campo, é minha característica", disse na apresentação.

Se é polêmico dentro de campo, fora dele também. O jogador já chegou a fechar as portas de clubes interessados em sua contratação, como o Real Madrid, como foi especulado em 2012, por aparecer segurando um revólver em uma foto.

"Eu tinha 16 anos no episódio da arma. Foi uma brincadeira na Argentina, nada importante. São coisas que acontecem na vida. Já é passado. Foi algo errado, mas era somente uma foto. O importante é que estou muito contente no São Paulo e quero dar o meu melhor a cada partida", finalizou Centurión.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.