Craques do Brasileirão acabaram se transferindo para países sem tradição no futebol mundial. Exceção foi o volante Lucas Silva, que deixou o Cruzeiro e acertou com o Real Madrid

A janela de transferências das cinco principais ligas europeias foi fechada na noite da última segunda-feira, e os jogadores brasileiros foram coadjuvantes nas maiores vendas e trocas de jogadores de  Inglaterra , Espanha , Alemanha , Itália  e França

Nacionalidade de atletas negociados nas ligas mais fortes da Europa: britânicos, espanhóis, franceses e croatas à frente dos brasileiros
Reprodução/FifaTMS
Nacionalidade de atletas negociados nas ligas mais fortes da Europa: britânicos, espanhóis, franceses e croatas à frente dos brasileiros

Segundo dados da Fifa, 18 jogadores brasileiros se movimentaram entre as cinco principais ligas europeias nesta janela de transferência.

O Brasil ainda é o país com o maior número de jogadores na Europa. Segundo o CIES (Observatório de Futebol do Centro Internacional de Estudo do Desporto), na Suíça, eram 278 brasileiros nas 10 principais ligas do continente até o fim de 2014. Portanto, 18 jogadores transferidos é um número baixo, especialmente quando a maioria destes negócios foi de empréstimo e não envolveu grandes quantias. 

De todos os principais clubes do continente, apenas Real Madrid  e Arsenal  gastaram milhões de euros por jogadores brasileiros. O campeão da Liga dos Campeões pagou 13 milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões) ao Cruzeiro por Lucas Silva, e o time inglês investiu 15 milhões de euros (R$ 46 milhões) no zagueiro Gabriel Paulista, formado pelo Vitória e que estava no Villarreal desde 2013.

Lucas Silva foi a principal contratação de um jogador brasileiro na janela de janeiro
Reprodução
Lucas Silva foi a principal contratação de um jogador brasileiro na janela de janeiro


Leia também: Brasileirão fica atrás de México e China entre as ligas que mais gastam

Diferentes de outros tempos, os craques do último Campeonato Brasileiro não foram vendidos para clubes das principais ligas do mundo. Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro, os craques das duas últimas edições do Brasileirão, passaram longe da Europa e foram vendidos para o Guangzhou Evergrande , da China, e Al Ahli , dos Emirados Árabes.

Os valores das tranferências dos dois cruzeirenses foram altos, mas nada absurdos perto do que pagaram Real Madrid e Arsenal. Goulart saiu por 15 milhões de euros (mesmo valor de Gabriel Paulista) e Ribeiro foi vendido por 9 milhões de euros. Pesou para os dois os salários milionários que vão receber no mercado asiático. 

As principais transferências de brasileiros na Europa em janeiro
Lucas Silva (do Cruzeiro para o Real Madrid)
Gabriel Paulista (do Villarreal para o Arsenal)
Maurício (do Sporting para a Lazio)*
Otávio (do Inter para o Vitória de Guimarães)*
Egídio (do Cruzeiro para o Dnipro)
Felipe Santana (do Schalke 04 para o Olympiacos)*
Claudemir (do Copenhague para o Club Brugge)

*empréstimos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.