Bicampeão brasileiro perdeu seus destaques e pode ganhar mais concorrentes na briga pelos principais títulos do País

Os primeiros jogos oficiais das principais equipes da Série A do Brasileirão estão agendados para este final de semana na abertura dos Campeonatos Estaduais e com eles são renovadas as esperanças dos torcedores por uma boa temporada. O que esperar de 2015? Como estão os elencos atuais das equipes? Melhoram ou pioraram em relação à última rodada do Brasileiro? A perda de peças importantes do Cruzeiro  sugere que neste ano a temporada terá mais equilíbrio. O iG Esporte analisa os principais clubes do Brasileirão neste início de temporada. 

De Arrascaeta chega com responsabilidade de substituir Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart
Divulgação
De Arrascaeta chega com responsabilidade de substituir Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart

Cruzeiro
O bicampeão brasileiro, perdeu cinco titulares de 2014: Ricardo Goulart, Éverton Ribeiro, Marcelo Moreno, Lucas Silva e Egídio. A perda da espinha dorsal de um time que estava encaixado pode comprometer o ano do Cruzeiro mas o clube se reforçou de bons nomes para suprir as baixas. De Arrascaeta, destaque do Defensor na Libertadores do ano passado, é a principal aposta.  Time base para o Campeonato Mineiro: Fábio; Mayke, Manoel, Bruno Rodrigo e Gilson; Henrique, Seymour, Júlio Baptista e De Arrascaeta; Willian e Leandro Damião.

Pratto, nome ideal para o lugar de Tardelli
Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Pratto, nome ideal para o lugar de Tardelli

Atlético-MG
Campeão da Copa do Brasil e único clube que rivalizou com o Cruzeiro no cenário nacional em 2014, o time de Levir Culpi perdeu sua referência de ataque. Diego Tardelli, ídolo da torcida, foi para o Shandong Luneng da China. Para o seu lugar, o Atlético-MG  foi à Argentina buscar Lucas Pratto, destaque do Vélez nas últimas Libertadores. O capitão Réver, campeão continental em 2013, deixa o clube, mas a perda não é tão grande. Ele passou a última temporada se recuperando de lesão e deu espaço para Jemerson crescer na zaga atleticana.  Time base para o Campeonato Mineiro: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Dátolo e Carlos; Luan e Lucas Pratto.

Marcelo Moreno está de volta ao Grêmio
Lucas Uebel/Site oficial do Grêmio
Marcelo Moreno está de volta ao Grêmio

Grêmio
Na fila por um título desde 2010, o Grêmio inicia 2015 sendo um dos poucos grandes clubes do Brasil com o título estadual como uma meta importante. Para isso, terá o retorno de Marcelo Moreno, destaque do Cruzeiro no título brasileiro. Perdeu Zé Roberto e Pará, mas se reforçou com Marcelo Oliveira e Douglas. Fora da Libertadores, o time de Luiz Felipe Scolari tentará romper a hegemonia do rival Inter no Estado. Time base para o Campeonato Gaúcho: Marcelo Grohe; Matías Rodríguez, Gabriel Silva, Rhodolfo e Marcelo Oliveira; Felipe Bastos, Araújo, Luan e Douglas; Marcelo Moreno e Barcos.

Réver trocou o Atlético-MG pelo Internacional
Divulgação
Réver trocou o Atlético-MG pelo Internacional

Internacional
Terceiro colocado no Brasileiro, o Inter  mudou bastante para um time que terminou 2014 em alta. Abel Braga deu lugar a Diego Aguirre e o time ganhou bons reforços em todos os setores, especialmente na defesa. Réver deixou o Atlético-MG e voltou a Porto Alegre, onde já defendeu o Grêmio. De Minas também veio outro reforço. Do Cruzeiro chegou o volante Nilton. Para o ataque, o clube contratou Vitinho, ex-Botafogo, que estava no CSKA Moscou. Time base para o Gaúcho: Alisson; Léo, Ernando, Réver e Fabrício; Nilton, Willian, Aránguiz e D'Alessandro; Nilmar e Rafael Moura.

Os candidatos a craque do Brasil com saídas de Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart


Cristian: ídolo em 2009 e incógnita em 2015
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Cristian: ídolo em 2009 e incógnita em 2015

Corinthians
O time não perdeu nenhuma peça fundament do time de 2014 e fez contratações pontuais para 2015. A única baixa do time titular foi Anderson Martins, que voltou para seu time no Catar. Para seu lugar chegou Edu Dracena, vindo do Santos. Cristian, ídolo do Corinthians  em 2009, voltou, mas seu rendimento é uma incógnita. Não atua desde maio. Stiven Mendoza, Edilson e retorno de Emerson Sheik são as novidades. A meta imediata do clube é avançar à fase de grupos da Libertadores e superar o momento político conturbado. As eleições a presidente serão em 7 de fevereiro. A estreia no Estadual será um treino de luxo. Time base para o Paulistão: Cássio; Fagner, Gil, Edu Dracena e Fábio Santos; Ralf, Elias, Renato Augusto e Lodeiro; Emerson Sheik e Guerrero.

Disputado por Corinthians e São Paulo, Dudu preferiu o Palmeiras e é um dos 17 reforços
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Disputado por Corinthians e São Paulo, Dudu preferiu o Palmeiras e é um dos 17 reforços

Palmeiras
Nenhum time da elite do Brasil contratou tanto para 2015. Com 18 nomes novos e um técnico também recém-chegado, a expectativa é grande. O alto investimento de Paulo Nobre se destina a evitar o sufoco pelo qual a equipe passou no final do Brasileirão de 2014, quando se salvou do rebaixamento só na última rodada. A chegada de Alexandre Mattos, diretor de futebol que comandou as contratações do Cruzeiro por três temporadas, também fazem acreditar que o ano do Palmeiras  será melhor que os últimos. Sem um título estadual desde 2008 e fora da Libertadores, o time treinado por Oswaldo de Oliveira vai começar o ano com a pressão de fazer um bom torneio por conta do investimento feito. Time base para o Paulistão: Fernando Prass; Lucas, Tóbio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Arouca, Gabriel e Valdivia; Dudu, Maikon Leite e Cristaldo.

Carlinhos assume a lateral esquerda e deixa Michel Bastos ser o novo meia do time
Site Oficial/saopaulofc.net
Carlinhos assume a lateral esquerda e deixa Michel Bastos ser o novo meia do time

São Paulo
Vice-campeão brasileiro, o time de Muricy Ramalho flertou uma caça ao Cruzeiro em 2014, mas ficou para trás. Em 2015, a equipe tem com trunfo a manutenção de uma base sólida, mas sem Kaká. O clube se reforçou com dois bons laterais, Bruno e Carlinhos do Fluminense, e vai contar mais uma vez com Rogério Ceni. Sem um título estadual desde 2005, o São Paulo  não tem grandes objetivos no Paulistão. Se concentra na Libertadores. Sua estreia será no dia 11, fora de casa, contra Corinthians ou Once Caldas. Carlos Miguel Aidar já cobrou um título de Muricy nesta temporada. Time base para o Paulistão: Rogério Ceni; Bruno, Rafael Tolói, Edson Silva e Carlinhos; Denilson, Souza, Michel Bastos e Ganso; Alan Kardec, Luís Fabiano.

Depois de 10 anos, Ricardo Oliveira volta ao Santos
delamonica/Futura Press
Depois de 10 anos, Ricardo Oliveira volta ao Santos

Santos
Entre os grandes paulistas, o Santos  é aquele que mais perdeu peças importantes desde o fim do Brasileiro. Com salários atrasos, viu jogadores entrarem na justiça e precisou aceitar as saídas de Aranha, Edu Dracena, Mena, Arouca e Leandro Damião. Para 2015, como em outros momentos de crise, o clube precisará recorrer à base. Além disso, contratou veteranos como Elano e Ricardo Oliveira, identificados com o clube, e que podem agregar com experiência. O Paulistão será uma oportunidade para Enderson Moreira dar nova cara ao time. Time base para o Paulistão: Vanderlei; Cicinho, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Alisson, Renato, Lucas Lima e Geuvânio; Robinho e Ricardo Oliveira. 

Jefferson fica no Botafogo. Esta foi a maior vitória do clube para 2015
Luciano Belford/SSPress
Jefferson fica no Botafogo. Esta foi a maior vitória do clube para 2015

Botafogo
Rebaixado para a Série B do Brasileirão, o Botafogo passou por profunda reformulação desde o final de 2014. O Campeonato Carioca será usado por René Simões para montar um time que entre na segunda divisão com boas condições de acesso. A principal vitória do clube foi manutenção de Jefferson. O goleiro da seleção brasileira honrou seu compromisso com o Botafogo. Carlos Eduardo Pereira, seu novo presidente, já fez contratações de olho na meta principal do ano e contratou os atacantes Bill e Rodrigo Pimpão, destaques da Série B em 2014. Time base para o Carioca: Jefferson; Gilberto, Roger Carvalho, Renan Fonseca e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Gegê e Diego Jardel; Rodrigo Pimpão e Bill. 

Marcelo Cirino foi a principal contratação do Flamengo para 2015
Gilvan de Souza / Flamengo
Marcelo Cirino foi a principal contratação do Flamengo para 2015

Flamengo
Com as contas sob controle, o clube conseguiu manter a base do time que se recuperou na segunda metade do Brasileirão e escapou do rebaixamento. Para 2015, Vanderlei Luxemburgo ainda ganhou reforços como Marcelo Cirino, Bressan e Pará, todos com condição de brigar para serem titulares. O grande problema do Flamengo  no início da temporada é a guerra declarada com a Ferj (Federação de Futebol do Rio). Em condições normais, o clube brigaria para ser campeão do Rio mais uma vez. Com a briga de cartolas, o objetivo será montar um bom time para a Copa do Brasil e o Brasileirão. Time base para o Carioca: Paulo Victor; Léo Moura, Samir, Wallace e Anderson Pico; Cáceres, Canteros e Eduardo da Silva; Éverton, Gabriel e Marcelo Cirino.

Apesar da saída da Unimed, Fred continua
Bruno Haddad/Fluminense FC
Apesar da saída da Unimed, Fred continua

Fluminense
Pela primeira vez em 15 anos o Fluminense  não terá a Unimed como parceira. Com a empresa o clube pôde se reforçar nas últimas temporadas, conquistar títulos nacionais e beliscar a Libertadores. Mas o casamento teve um fim e com ele o Flu perdeu Rafael Sóbis, Conca e Cícero. Agora, Cristóvão Borges precisará buscar em Xerém, fábrica de talentos do clube, as peças necessárias para ter um bom ano. No Carioca, assim como o Flamengo, o Flu não concorda com tom ditatorial da Ferj  e promete participar do torneio a contragosto. Time base para o Carioca: Diego Cavalieri; Renato, Henrique, Guilherme Mattis e Giovanni; Edson, Jean, Lucas Gomes e Wagner; Walter e Fred.

Marcinho, ex-Vitória, é um dos destaques do Vasco para 2015
divulgação/Vasco da Gama
Marcinho, ex-Vitória, é um dos destaques do Vasco para 2015

Vasco
De volta à Série A, o clube remontou o elenco que terminou em terceiro lugar da segunda divisão. Sacou o técnico Joel Santana e contratou Doriva, campeão paulista com o Ituano em 2014. Como time grande do Rio há mais tempo na fila por um título carioca (o último foi há 12 anos), o Vasco  tentará aproveitar a má vontade dos rivais com o torneio para voltar a dar a volta olímpica. Time base para o Carioca: Martín Silva; Jean Patrick, Luan, Rodrigo e Christiano; Sandro Silva, Lucas e Bernardo; Marcinho, Montoya e Rafael Silva. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.