Bicampeão brasileiro perdeu dois jogadores com alto salário (Borges e Marcelo Moreno) e intenção é reduzir a folha

O presidente do Cruzeiro , Gilvan de Pinho Tavares, disse que o bicampeão brasileiro terá uma folha salarial mais enxuta em 2015. Saídas de jogadores com altos rendimentos foram determinantes para a mudança.

Mercado da bola: veja as transferências que movimentam o futebol brasileiro

"Por enquanto, baixamos a folha salarial, em relação aos gastos que tivemos em 2014. Não podemos falar em valores, tampouco no percentual de redução, pois isso é assunto interno e compete apenas à diretoria. Porém, posso afirmar que reduzimos o valor total do elenco", disse Tavares em declaração dada ao site mineiro "Superesportes".

Entre os jogadores que saíram para haver essa redução na folha do clube estão Borges, Marcelo Moreno, Samudio e Marlone. Os contratados para 2015 não vão receber tanto quanto os que estão saindo.

O Cruzeiro já contratou o lateral-direito Fabiano, da Chapecoense, o volante chileno Felipe Seymour, do Spezia-ITA e o atacante Joel, do Coritiba. Leandro Damião, do Santos, chega por empréstimo e o Cruzeiro vai pagar maior parte dos salários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.