Treinador acredita que time irá trazer peças chaves para elenco e garantiu que, com o sucesso do atacante Joelinton, não vai precisar mais contratar um jogador para a posição

Após fazer uma boa campanha no Campeonato Brasileiro, o Sport ainda não apresentou novidades para a próxima temporada. Contudo, o técnico Eduardo Baptista não está nervoso em relação à falta de reforços. Ele acredita que o time irá trazer peças chaves para o elenco e garantiu que, com o sucesso do atacante Joelinton, o Leão da Ilha não vai precisar mais contratar um jogador para a posição.

"Nosso plano inicial eram duas opções para atacantes do tipo mais pivô, estilo Joelinton, mas com maior mobilidade para jogar. Com o surgimento dele, precisamos de apenas mais um, precisamos de um atleta para brigar com ele pela posição. Além dele, queremos mais dois atletas, que têm velocidade e que cheguem bem à área e que cruzem bem. Preciso de um cara que vá ao fundo para fazer a função de servir ou matar, fazendo o gol", disse o técnico, em entrevista à Rádio Jornal.

Com 18 anos, Joelinton atuou em apenas sete partidas do Brasileirão e balançou as redes duas vezes, mas deixou uma boa imagem para a torcida e para o treinador. Ele estreou na 32ª rodada da competição, entrando no decorrer do duelo contra o Figueirense e não saiu mais da equipe. O atacante foi titular em todos os jogos seguintes e, curiosamente, nos confrontos que entrou em campo, o Sport não perdeu, foram quatro vitórias e três empates.

Ainda sobre os futuros reforços, Eduardo Baptista garantiu que não vai procurar atletas mais baratos no mercado sul-americano. Ele afirmou que não tem tempo para fazer testes com jogadores que não estão acostumados com o futebol do Brasil.

"Eu gosto dos jogadores daqui. O Sport é um time que não dá para dar tempo ao jogador se adaptar. A não ser que seja alguém conhecido renomado no cenário sul-americano, mas os que vêm para cá são os de segunda linha e esses a gente não quer. Não dá para fazer experiências. Temos que minimizar nossa chance de erro. Temos que contratar jogadores com capacidade para jogar uma Série A", analisou o comandante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.