Treinador do time espanhol relembra sua história na equipe italiana e espera "uma partida muito especial"

Carlo Ancelotti também fez história como treinador do Milan
AP
Carlo Ancelotti também fez história como treinador do Milan

O amistoso entre Milan  e Real Madrid  em Dubai, na próxima terça-feira, é aguardado com ansiedade pelo técnico do Real, Carlo Ancelotti. "Será uma partida muito especial, tenho uma história muito grande com o Milan e com o seu treinador (Filippo Inzaghi), que foi o meu jogador. Será especial", disse o treinador, que comandou a equipe italiana entre 2001 e 2009.

"É uma partida preparatória, e as duas equipes entendem assim. Será um grande espetáculo para os amantes de futebol. O Real Madrid tem uma grande imagem e quer mantê-la, temos uma grande reputação e um grande respeito nessa terra. É uma honra jogar aqui e contra o Milan. Tenho grandes recordações de minha fase ali", disse Ancelotti.

Confira a classificação atualizada do Campeonato Espanhol

Questionado sobre o fato da partida ser realizada no dia 30, às vésperas do Ano Novo, o técnico manteve a postura profissional. "Temos essa partida na agenda desde o início da temporada, e no futebol não há segredo melhor do que trabalhar e ser profissional. Vamos utiliza-la para nos prepararmos para o retorno do Campeonato Espanhol. Temos que estar concentrados, pois quando uma equipe acha que tudo está bem é quando acaba caindo (de rendimento). Temos que nos manter centrados", explicou.

O técnico falou que Sérgio Ramos ainda não tem data prevista para voltar a jogar, mas já tem treinado em Madrid. E aproveitou para comentar o retorno Fernando Torres ao Atlético de Madrid. "Será empolgante jogar contra ele. Desejo o melhor ao Fernando, nos conhecemos e treinamos juntos por seis meses. Gosto dele como jogador e como pessoal. Acredito que voltar para casa é uma ótima motivação para que ele dê o seu melhor".

Confira a classificação atualizada do Campeonato Italiano

Em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport , Ancelotti fez uma retrospectiva do grande ano à frente do Real Madrid. O treinador falou sobre a Liga dos Campeões e a grande conquista da la Décima - a décima vez em que o clube vence a competição.

"No Campeonato Espanhol pagamos pelos esforços da Liga dos Campeões, além de uma série de infortúnios. A temporada foi longa. Fomos a Lisboa com grande convicção, algo que nunca perdemos: você não vence de 4 a 0 em Munique se não é o seu ano. A final não poderia nos escapar. A motivação era muito forte. Falamos sobre a obsessão por la Décima . Quando Ramos empatou faltando um minuto e dez segundos, tão pouco tempo... Vitória merecida" , disse.

"Em 2014 entramos para a história deste clube imenso e queremos continuar. Cada um tem sua própria ambição e para mim é mais importante fazer história do que vencer em qualquer parte. Chegamos a 18 troféus internacionais, como o Milan. Entrei em duas equipes que fizeram história no futebol mundial. Tenho uma ligação com o Milan que terei com o Real Madrid quando me for. Mas ainda vai demorar. A situação de renovação do meu contrato é clara: não sei quando, mas renovarei. Estou muito bem em todos os níveis. Minha história aqui continua", finalizou o treinador italiano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.