A única negociação definida até o momento é a vinda de Dagoberto Santos para ocupar o cargo de diretor executivo

Em meio a uma reformulação após a mudança no comando executivo, e com muitas indefinições com relação à próxima temporada, o Santos começa a estipular os primeiros rumos da pré-temporada de 2015, que tem data marcada para 7 de janeiro. O alvinegro praiano tem, ao menos, quatro jogadores com contrato por vencer no fim do mês, e até o momento não contratou um atleta sequer para a montagem do elenco.

Confira a movimentação do mercado da bola entre os clubes brasileiros

A única negociação definida até o momento é a vinda de Dagoberto Santos para ocupar o cargo de diretor executivo. O anúncio oficial deve acontecer um dia após a reapresentação do grupo, já que o novo presidente Modesto Roma Júnior só será empossado a partir de 1º de janeiro. Caberá a Dagoberto definir o novo diretor de futebol do Peixe, função que foi exercida pelo ex-jogador Zinho ao longo do ano.

Além de rearranjar a comissão técnica santista e negociar o vencimento dos contratos de jovens atletas como Bruno Uvini, Jorge Eduardo, Vladimir, Giva, Neto, Naílson, Rildo e Vinícius Simon, outro compromisso de Modesto Roma em seu primeiro mandato como presidente é quitar o déficit do clube, que convive com mais de três meses de salários atrasados e tem dívida na casa dos R$ 75 milhões.

Quem está garantido mesmo é Enderson Moreira. O técnico, com passagens por Goiás e Grêmio, tem ‘carta branca’ da diretoria santista e deve ser um dos poucos da atual comissão técnica a continuar em 2015. A equipe inicia a preparação pouco mais de 20 dias antes do início do Paulistão, cuja rodada inaugural será disputada dia 2 de fevereiro. O Santos estreia diante do Ituano, em jogo que marcou a final do Paulistão 2014, vencido pelo time do interior.

Mercado Aquecido

Apesar dos problemas, a diretoria santista já trabalha nos bastidores para agilizar a formação do time para 2015. O jovem Bruno Uvini está praticamente fora dos planos, já que mal teve sequência com a camisa do Santos. Contratado por empréstimo junto ao Napoli-ITA, o defensor - que ganhou projeção atuando pelo São Paulo - sofreu com seguidas lesões e comprometeu a equipe em alguns jogos que disputou ao longo da temporada, como no segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil, diante do Cruzeiro.

Além de Bruno Uvini, outro zagueiro que deve estar de malas prontas é Neto, que surgiu como aposta após despontar no Guarani, mas acabou sendo preterido até mesmo por jovens da base, como Jubal. Em contrapartida, especula-se que o Santos negocia com o meia Chiquinho, que atualmente defende o Fluminense. Apesar de jogar no meio-campo como posição de origem, o jogador terminou o ano desbancando o lateral Carlinhos e assumindo a titularidade absoluta pelo esquerdo do campo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.