Em entrevista a rádio Marca, meia espanhol falou sobre o bom momento que tem vivido pelo time inglês

Vivendo uma das melhores fases na carreira, o espanhol Cesc Fabregas vem aproveitando o fim de ano para avaliar a temporada e aproveitar a família. Em entrevista a rádio Marca , na Espanha, o jogador comentou sobre os primeiros meses no Chelsea  sob a tutela de José Mourinho e, na esteira das especulações, mostrou-se favorável a uma eventual ida de Messi ao futebol inglês.

Chelsea é mais um clube europeu de olho em Malcom, revelação do Corinthians

Ex-companheiro do argentino no Barcelona, clube que o formou como atleta profissional, Fabregas comentou que Messi "tem boa relação com todos e, este ano, tem salvado a equipe em muitas partidas", evidenciando a grande admiração pelo jogador. Ao ser perguntado sobre a possível saída de Messi do Barcelona, assunto que se espalhou na imprensa esportiva europeia nos últimos tempos, o meio-campo ficou dividido.

"Como torcedor azul-grená, acredito que Messi deve se aposentar no Barça por tudo que ele deu ao clube. É um mito que mudou a história do clube", falou. "Agora, como companheiro e amigo, sem dúvidas, me encantaria ter Messi ao lado. Pretendentes não devem faltar, mas pode-se contar na mão as pessoas capazes de ter um luxo como esse", prosseguiu Fabregas, que não resguardou elogios apenas ao craque argentino.

Futebol na Inglaterra não para, e brasileiros abrem mão das festas de fim de ano

Grande responsável por formar a equipe que vem brigando pela liderança do Inglês na temporada 2014/2015, o português José Mourinho também foi alvo de elogios por parte do espanhol, que é titular incontestável do meio-campo do Chelsea ao lado do sérvio Matic e dos brasileiros Oscar e William.

"Ele se adapta aos jogadores que tem. O que faz dele um grande treinador é que ele se adapta a qualquer situação e suas equipes podem jogar de diferentes maneiras. É uma postura muito inteligente", falou Fabregas, que na temporada passada era rival de José Mourinho quando defendia as cores do Barça e o português estava à frente do Real Madrid.

Caso perca Pogba ou Vidal, Juventus pode buscar brasileiro encostado no Chelsea

Finalizando a entrevista ao Marca , Cesc Fabregas esclareceu as polêmicas com relação a seleção espanhola, isentando qualquer responsabilidade de José Mourinho e mostrando-se comprometido com a camisa da Roja. "O Mourinho nunca nos proibiu de defender a seleção", alegou frente às suposições de que o português não iria liberar seus jogadores para Vicente Del Bosque por conta do calendário europeu. "Tanto Diego como eu estamos muito comprometidos", assegurou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.