Tamanho do texto

Fornecedora de material esportivo estava negociando para substituir a Penalty no uniforme a partir de 2015

Um dia depois de o presidente do São Paulo  admitir publicamente que desistiu de fechar negócio com a Puma porque as condições comerciais não eram as melhores, a empresa emitiu comunicado à imprensa nesta quinta-feira revelando ter assinado um acordo com o clube para substituir a Penalty no fornecimento de material esportivo.

São Paulo admite nova fornecedora de camisas, mas sem confirmar a marca

Segundo a nota, as conversas começaram no ano passado, com a ciência de que havia uma concorrente, e terminaram no último dia 28 de agosto com a assinatura do contrato, "que passaria a vigorar assim que terminado, de forma antecipada ou não, o contrato do atual fornecedor de material esportivo".

O texto esclarece ainda que Cinira Maturana (namorada de Carlos Miguel Aidar e que tinha autorização para prospectar patrocinadores, com direito a 20% de comissão) "esteve presente em algumas reuniões tão somente como convidada do presidente do clube" e que "somente depois de assinado o acordo, a pedido do presidente do clube" ela foi indicada como pessoa de contato para a transição entre o fornecedor atual do clube e a PUMA".

Thiago Mendes pede tempo para escolher entre Palmeiras e São Paulo

Trata-se de resposta à afirmação pública de Aidar de que não haverá mais negócio com a Puma. Embora o mandatário não confirme, principalmente porque o contrato com a Penalty ainda está em vigência, o clube desistiu do acordo porque recebeu proposta superior da americana Under Armour. A parceria com a Penalty vence em dezembro de 2015, mas será rescindido no começo do ano.

O comunicado informa que "maiores detalhes serão expostos em fórum apropriado". Segundo apurou a reportagem, tanto o São Paulo quanto a Under Armour já foram notificados pela Puma sobre seu descontentamento. A empresa cogita, inclusive, acionar o clube na Justiça.

Confira o comunicado na íntegra:

A PUMA vem a público informar que o relacionamento com o SPFC foi iniciado no ano de 2013 através do então vice-presidente geral, Sr. Roberto Natel. No dia 5 de agosto de 2014, a PUMA foi convidada a participar da concorrência para assumir o patrocínio e fornecimento de material esportivo do clube. Representaram o SPFC nas negociações: Sr. Gilberto Ratto, atual diretor de marketing da CBF e ex-gerente de marketing do clube paulista; e Sr. Ruy Barbosa, diretor de marketing do São Paulo. Na mesma data, a PUMA foi informada sobre a existência de mais um concorrente.

Em 28 de agosto de 2014, a marca foi informada pelo SPFC que havia sido a vencedora da concorrência para o patrocínio e fornecimento de material esportivo do clube. No mesmo dia, os representantes do SPFC e da PUMA assinaram o acordo, que passaria a vigorar assim que terminado, de forma antecipada ou não, o contrato do atual fornecedor de material esportivo. A Sra. Cinira Maturana esteve presente em algumas reuniões tão somente como convidada do presidente do clube.

Este acordo previa o respeitoso término do contrato do atual fornecedor de material esportivo, uma vez que a PUMA sempre respeita os contratos vigentes dos seus concorrentes.

Somente depois de assinado o acordo, a pedido do presidente do clube, a Sra. Cinira Maturana foi indicada como pessoa de contato para a transição entre o fornecedor atual do clube e a PUMA.

Maiores detalhes serão expostos em fórum apropriado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.