Ele comandava a equipe sub 20 e substituiu Toninho Cecílio nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro

Na tarde desta quinta-feira, o Criciúma  definiu seu treinador para a temporada de 2015. Adotando solução caseira, efetivou Luizinho Vieira, comandante nos últimos três jogos do Campeonato Brasileiro. O retrospecto do substituto de Toninho Cecílio, ainda que sem vitórias, pesou para que o diretor executivo Raimundo Queiroz decretasse a efetivação.

Planejamento dá resultado, e Santa Catarina vira protagonista no Brasileirão

"Continuaremos com Luizinho Vieira no comando. Para mim, seria mais confortável trazer um treinador de nome, que custa caro. Porém, ele poderia não ter o mesmo rendimento do nosso comandante. Além disso, os atletas talvez não se sentiriam à vontade. A minha decisão foi pautada nas últimas três partidas da Série A", salientou Queiroz, destacando a trajetória trilhada pelo comandante: dois empates (contra Flamengo e Sport) e uma derrota (para o Corinthians, em Itaquera, por 2 a 1).

O diretor executivo expôs que a continuidade de Luizinho Vieira será benéfica para as categorias de base do Criciúma, já que o treinador, antes de assumir a prancheta dos profissionais, comandou a equipe sub 20. "Observei a capacidade dele e o perfil. Além da dupla correspondência, é uma pessoa que conhece os jovens. Um garoto de 18 anos se sentiria muito mais à vontade no elenco principal com esse tipo de comandante. Acima de tudo, um velho conhecido", pontuou.

Natural de Criciúma, Luizinho Vieira, de 42 anos, comandou o Criciúma também no primeiro semestre de 2014, em duas partidas: empate com o Juventus de Jaraguá do Sul (1 a 1), fora de casa, e vitória sobre o Atlético de Ibirama (3 a 0), no Heriberto Hulse. O profissional teve atuação interina, substituindo Ricardo Drubscky, e deixou a prancheta nas mãos de Caio Júnior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.