Placar de 2 a 2 foi o suficiente para sacramentar o clássico da cidade de Madri nas oitavas de final da competição

O Atlético de Madri garantiu nesta quinta-feira seu passaporte às oitavas de final da Copa do Rei. Porém, o resultado não foi o esperado pela torcida mandante. Atuando no Vicente Calderón, empatou com o modesto L’Hospitalet, clube que disputa a Terceira Divisão espanhola, pelo placar de 2 a 2. Mandzukic e Alcaraz marcaram duas vezes cada.

Finalista de prêmio da Fifa por golaço curte a fama e diz ser fã de Ronaldinho

Mandzukic deixou sua marca no jogo entre Atlético de Madri e L'Hospitalet
Daniel Ochoa De Olza/AP
Mandzukic deixou sua marca no jogo entre Atlético de Madri e L'Hospitalet

Como havia triunfado no compromisso de ida por 3 a 0, a equipe dirigida por Diego Simeone já direciona seu pensamento no próximo estágio, onde terá pela frente o rival Real Madrid, que disputará a final do Mundial Interclubes neste sábado, contra o San Lorenzo-ARG.

O jogo

Atuando em seus domínios, o Atlético de Madri fez valer a presença da torcida e inaugurou o marcador logo aos 19 minutos. Suárez avançou pelo meio de campo e arriscou o chute da intermediária. A bola desviou na marcação e sobrou para Mandzukic. Cara a cara com Craviotto, o croata não desperdiçou e fez a festa no Vicente Calderón.

Acomodado com o placar agregado, os madrilenhos pouco pressionaram e viram o L’Hospitalet crescer na partida. Com 31 jogados, os visitantes quase chegaram ao empate: após boa jogada realizada no setor direito, Canário finalizou firme, rasteiro, e exigiu boa defesa de Oblak, que salvou o clube da casa com as pernas.

Ao menos 20 atletas podem dizer que o ano de 2014 deixará saudades

No segundo período, o gol dos catalães se concretizou, aos 22. Alcaraz recebeu na intermediária e arriscou um potente chute. A bola desviou na marcação de Saúl e tirou Oblak da jogada. Porém, aos 29, Mandzukic aproveitou bom cruzamento de Koke, na segunda trave, e testou firme para recolocar o Atlético em vantagem.

Quando o triunfo mandante já parecia consolidado, aos 39 minutos, Alcaraz voltou a arriscar da intermediária e superou Oblak, que demorou a se lançar para tentar a defesa. Surpreendentemente, o L’Hospitalet pressionou nos minutos finais, mas não conseguiu a vitória, que amenizaria o gosto amargo da eliminação.

* Com Gazeta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.