Com o empate, Juventus chegou aos 36 pontos e diferença para a Roma pode diminuir para apenas um ponto

Juventus e Sampdoria ficaram no empate por 1 a 1 neste domingo
Valerio Pennicino/Getty Images
Juventus e Sampdoria ficaram no empate por 1 a 1 neste domingo

O confronto entre as duas melhores defesas do Campeonato Italiano terminou em igualdade. A Juventus, que sofreu apenas o seu sexto gol no Calccio contra a Sampdoria, neste domingo, pressionou no primeiro tempo para ficar em vantagem, graças ao gol de cabeça de Evra. Porém, na volta do intervalo, a equipe pecou pelo excesso de confiança e viu a Sampdoria empatar e se armar na retranca até o apito final. O tropeço bianconero dá chances a Roma para encostar na liderança.

Veja classificação, jogos, notícias e artilharia do Italiano

Na etapa inicial, os donos da casa protagonizaram os principais lances ofensivos e controlaram o jogo no meio-campo, indo para o intervalo em vantagem simples. Porém, no segundo tempo, o técnico da Sampdoria promoveu a entrada do atacante Gabbiadini que, em sua primeira participação, empatou a partida e mudou o panorama do jogo em favor dos visitantes.

Apesar de pressionar nos últimos minutos e apelar para a entrada de Pirlo, na tentativa de explorar o jogo aéreo, a Juventus não furou a retranca da Sampdoria, que garantiu um ponto contra a líder da competição. Com o empate, a Juventus chega aos 36 pontos conquistados e pode ver a Roma encostar se vencer o Genoa ainda neste domingo. Já a Sampdoria chega a 3ª colocação com o ponto somado e faz sombra às principais equipes do Calccio.

Juve pressiona, mas conta com erro da arbitragem para ficar em vantagem

Desde o apito inicial no Juventus Stadium, o time da casa mostrou que buscaria a vitória para proteger a liderança do Campeonato Italiano. Antes mesmo dos cinco minutos, o argentino Carlos Tevez - artilheiro da Juve no Calccio com nove gols - fez o compatriota Sergio Romero trabalhar no gol da Sampdoria para evitar a abertura do placar.

Com Pirlo no banco de reservas, o meio-campo bianconero perdeu em cadência, mas ganhou em velocidade. Com Vidal e Roberto Ferreyra abertos pelos lados do campo, e Marchisio e Pogba atuando pelo meio com muita movimentação, a Juventus ocupou o campo de ataque e pressionou a saída de bola adversária até balançar as redes, o que não demorou a acontecer.

O gol da Velha Senhora, porém, ficou marcado por um erro crasso da arbitragem. Em tiro de canto cobrado da esquerda, a bola não foi colocada na marca de escanteio, fato que passou despercebido para o árbitro Daniele Doveri. O lance seguiu e a bola alçada por Marchisio encontrou Evra, que mesmo com seus 1,75m, conseguiu encontrar espaço na defesa adversária para cabecear para o fundo das redes.

À frente do marcador, a Juventus manteve a partida sob controle com uma marcação forte no meio-campo. Allegri, que voltou a aderir ao 4-4-2 nesta temporada, em detrimento do consagrado 3-5-2 utilizado por Conte, conseguiu antecipar as linhas de marcação, fazendo com que a Sampdoria mal chegasse ao campo de ataque na primeira etapa.

Se os visitantes não ameaçavam no setor ofensivo, precisaram gastar energia para conter o ímpeto dos mandantes, que só não aumentaram a vantagem por conta das defesas de Romero, que parou chutes de Morata, Pogba e Marchisio, justificando o porquê da defesa da Sampdoria ser a segunda melhor da competição - só perdendo para a Juventus.

Gabbiadini sai do banco para empatar, e Juve não supera retranca da Sampdoria

Se no início do primeiro tempo foi Tevez quem fez o goleiro Romero trabalhar, nos primeiros instantes da etapa final, foi a vez do argentino Roberto Pereyra exigir o compatriota. No primeiro lance de ataque do segundo tempo, Pereyra dominou pela direita, invadiu a área e arriscou o chute colocado, obrigando o goleiro da Sampdoria a fazer grande defesa.

Em resposta rápida ao ataque bianconero, os visitantes reuniram velocidade e sorte para chegar ao empate quando o relógio apontava os cinco minutos. Rizzo arrancou do campo de defesa, superou Pogba no corpo a corpo e encontrou Éder na intermediária. O brasileiro encontrou Gabbiadini bem colocado na entrada da área, e o italiano - que tinha deixado a reserva no intervalo - bateu colocado no canto de Buffon para igualar o placar em sua primeira participação na partida.

Com o placar em igualdade, a Sampdoria optou por conservar a posse da bola com base na troca de passes, tentando se aproveitar de eventuais falhas da Juventus, que tentava incessantemente o segundo gol. Apesar de rondar a área adversária, a Velha Senhora não conseguia ser efetiva nas ameaças, e teve que apelar para a entrada de Pirlo na tentativa de explorar o jogo aéreo.

A cinco minutos do fim, Gabbiadini chegou perto de estragar a festa bianconera de vez. Aproveitando a desatenção da defesa, o camisa 11 se colocou na entrada da área e, ao receber a assistência, arriscou com liberdade para o gol, obrigando Buffon a se contorcer inteiro para espalmar o chute, impedindo a virada dos visitantes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.