Tribunal Pleno encerrou as suas atividades em 2014 e só retorna à ativa em fevereiro. Anteriormente, o julgamento estava marcado para o próximo dia 18 de dezembro

O departamento jurídico do Icasa tem até fevereiro de 2015 para se preparar para o julgamento do clube no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, que pode tirar o Avaí da Série A do ano que vem, colocando o América-MG na elite. Nesta sexta-feira, o STJD anunciou que o Tribunal Pleno encerrou as suas atividades em 2014 e só retorna à ativa em fevereiro. Anteriormente, o julgamento estava marcado para o próximo dia 18 de dezembro.

Apesar de atingir diretamente apenas o Icasa, o julgamento também interessa ao Avaí e ao América-MG pela possibilidade de trocar as duas equipes de divisões - o time catarinense voltaria à Série B, enquanto os mineiros chegariam à elite em 2015.

Entenda o caso

No final de agosto, o STJD excluiu o Icasa da Série B, em primeira instância, por ter acionado a Justiça Comum em busca de uma vaga na Série A sem que tivessem se esgotado todas as instâncias desportivas. No entanto, a equipe de Juazeiro do Norte conseguiu o efeito suspensivo que lhe permitiu participar da Segundona de 2014 em sua totalidade, terminando a temporada na 18ª posição com 43 pontos - matematicamente rebaixado para a terceira divisão.

Por três vezes, o STJD remarcou o julgamento do Verdão do Cariri, mas todas as tentativas tiveram que ser adiadas. Em fevereiro, caso o Icasa seja excluído da Série B - ou seja, se for reafirmada a decisão tomada em primeira instância -, o Tribunal pode anular todos os jogos disputados pelo time na competição ou considerar os resultados das 38 rodadas como W.O, dando a vitória automática aos adversários.

Em ambos os cenários, o América-MG terminaria a Série B na quarta posição, à frente do Avaí e, portanto, classificado para a Série A do Brasileirão de 2015. Se o STJD optar pela anulação dos jogos, o Leão da Ressacada perderia os seis pontos somados contra o Icasa nas vitórias na 10ª e na 29ª rodada, sendo ultrapassado pelo Coelho.

Na segunda possibilidade, a situação seria igual, uma vez que o América-MG conquistaria os seis pontos referentes às partidas contra os cearenses - os mineiros somaram apenas um ponto nas duas ocasiões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.