Cogitado para trabalhar no Corinthians, treinador não fala sobre seu futuro, mas adianta que não irá trabalhar na Europa

O técnico Tite, atualmente sem clube, tem sido alvo de especulações desde que deixou o Corinthians  no fim da temporada de 2013. Ainda sem situação definida, o treinador se esquivou de perguntas sobre o possível futuro e respondeu apenas que a responsabilidade de contratação é dos clubes. Ainda, o técnico descartou a possibilidade de atuar na Europa.

Mercado da bola: veja as transferências que movimentam o futebol brasileiro

"Futebol europeu não. Sempre externei e sempre sou coerente naquilo que eu falo. Em função de não ter domínio da língua total, e ele é pré-requisito fundamental para que você possa desenvolver seu trabalho. Conversei com o Ancelotti (Carlo Ancelotti, técnico do Real Madrid) agora há pouco e ele disse que sentia na Inglaterra certa deficiência e restrição de que nos seus trabalhos não tinha a expressão correta para externar a ideia que queria passar", explicou Tite, referindo-se ao período em que o treinador italiano comandou o Chelsea .

"A minha busca é de retornar um trabalho no ano que vem a partir de seu início, sim. Sempre se possível ter um trabalho olhando um pouquinho mais pra frente que o resultado imediato, porque a característica de tudo aquilo que tive na minha carreira de sucesso é de construir o caminho. Eu e grandes profissionais estamos à disposição para seguir a carreira", explicou em entrevista ao canal ESPN Brasil .

À espera de Tite, jogadores do Corinthians mostram gratidão a Mano Menezes

"É um momento importante meu como profissional de buscar conhecimentos. Ficar com o olho fora do furacão e estar olhando tudo o que está acontecendo fora. E ter uma convicção agora. Técnico é muito apaixonado, tem que estar muito informado. É uma posição muito responsável. Tem que ser maluco pra ser técnico", completou. Enquanto aguarda por novas propostas, Tite tem feito um curso de aprimoramento como técnico no Rio de Janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.