Com a ida da equipe à Libertadores da América e o vice-campeonato brasileiro, os cofres receberão uma premiação de R$ 6 milhões, que deverão dar um respiro às finanças

Carlos Miguel Aidar reconheceu que o São Paulo terminou 2014 com balanço negativo
Miguel Schincariol/Gazeta Press
Carlos Miguel Aidar reconheceu que o São Paulo terminou 2014 com balanço negativo

O presidente do São Paulo , Carlos Miguel Aidar, admitiu que o clube do Morumbi termina 2014 como devedor e projetou excluir a dívida do balanço tricolor no próximo ano, cessando, assim, direitos futuros, como patrocínio, fornecimento de material, bilheteria e marketing. Com a ida da equipe à Libertadores da América e o vice-campeonato brasileiro, os cofres receberão uma premiação de R$ 6 milhões, que deverão dar um respiro às finanças.

"Financeiramente, o São Paulo termina o ano, como era de se esperar, como devedor. Uma divida bancária importante. Estamos programando para 2015 sanar essa dívida. Não digo que é apaga-la como se estivesse escrita a lápis, mas sim encontrar uma maneira de negociar a saída dessa dívida do balanço, transformando em cessão dos direitos futuros. Direitos esses que podem vir de patrocínio, fornecimento de material, bilheteria, marketing do clube. E quero que isso aconteça em 2015. Sem dúvida nenhuma", analisou Aidar em entrevista à Rádio Jovem Pan.

O presidente do São Paulo projetou, então, como será o ano do Tricolor sem o déficit mensal no orçamento. Segundo ele, até o fim do próximo a ano o São Paulo estará com as finanças completamente estabilizadas.

"Zerando a dívida, o que vai acontecer é que passaremos a economizar R$ 7,5 milhões por mês. São aproximadamente R$ 2,5 milhões de juros bancários sendo pagos todo mês, mais amortização principal (R$ 5 milhões). Se eu conseguir equilibrar, em 12 meses serão mais de R$ 100 milhões economizados, o que estabiliza as finanças do São Paulo no curso do ano de 2015. Conversamos muito sobre isso, por isso contratei o Instituto Aquila, para nos mostrar o modelo de gestão e de finanças", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.