Meia jogou lesionado neste domingo e espera 2015 diferente. Ele tem contrato até agosto e diz ter "lenha para queimar"

Valdivia demonstra alívio ao fim do empate entre Palmeiras e Atlético-PR
Friedemann Vogel/Getty Images
Valdivia demonstra alívio ao fim do empate entre Palmeiras e Atlético-PR

Jogador que faz a diferença dentro de campo, Valdivia deu graças a Deus, como ele mesmo disse, que o ano terminou para o Palmeiras . Com a permanência do time na Série A, o meia, além de se sacrificar para estar em campo diante do Atlético-PR , encarou os microfones apos a partida e deixou claro que o intuito é renovar e fazer de 2015 um ano totalmente diferente o que foi esta temporada.

Palmeiras esteve rebaixado por 8 minutos. Veja como foi briga contra Série B

De acordo com o jogador, antes de viajar em férias para o Chile, ele conversará com o presidente Paulo Nobre acertar a renovação contratual, já que o vínculo se encerra em agosto do ano.

"Já comuniquei a minha postura, e minha decisão já foi tomada, e ele (Paulo Nobre) sabe. Vamos conversar. O mais é a vontade do clube e do jogador, e a vontade dos dois é clara. O Colo Colo me procurou, mas eu ainda tenho muita lenha para queimar aqui no Brasil", disse.

Enderson diz que ajuda ao Palmeiras foi coincidência: "Não foi o Santos"

O meia se mostrou ciente de que desfalcou o Palmeiras em momentos importantes. "Eu sempre vou ter uma dívida com o Palmeiras, mesmo não sendo mais jogador do clube. É o único clube que eu poderia jogar no Brasil, clube que, apesar dos erros que cometi, vejo o carinho que a torcida sente por mim, esse apoio incondicional. Eu concordo que em algumas situações a equipe precisava de mim, e eu não estava", falou.

"As vezes em que não joguei é porque não tinha condições de jogar, não estava apto. A lesão era mais complicada do que as pessoas falam. É grave o que aconteceu. Em dívida, eu vou me sentir sempre com esse clube. É o clube que me abriu as portas. Eles acreditam em mim, mesmo podendo ser menos que antigamente, mas continuam acreditando no meu potencial, no meu trabalho", completou.

Pedindo, nas entrelinhas, reforço para a próxima temporada, Valdivia comemora o fim desta e prefere não apontar os erros. "Esse ano já foi, não adianta falar que faltou aqui ou lá, comissão, elenco, não tem como mais falar sobre isso. Graças a Deus o ano acabou, e acabou com a nossa última obrigação - que era deixar o Palmeiras na Série A. O Palmeiras tem de melhorar no ano que vem. Espero que ano que 2015 seja tudo o que não foi esse ano", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.