Técnico foi punido pelo STJD com três jogos de suspensão por ter reclamado com o quarto árbitro no jogo contra o Cruzeiro

Depois que o técnico Luiz Felipe Scolari foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com três jogos de suspensão por ter reclamado com o quarto árbitro na partida entre Grêmio  e Cruzeiro, o departamento jurídico do clube entrou com pedido de efeito suspensivo, confirmado na sexta-feira. Assim, Felipão estará à frente do Tricolor diante do Flamengo, pela última rodada do Brasileirão.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

De acordo com o advogado Gabriel Vieira, ainda não se sabe se a pena será cumprida na próxima temporada ou se poderá ser convertida em ações sociais. Além de Felipão, o auxiliar Flávio Murtosa também foi punido, mas com apenas um jogo. Ele cumprirá a suspensão diante do Rubro-Negro.

No último dia 20 de novembro, Grêmio e Cruzeiro entraram em confronto pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. No jogo, o Tricolor Gaúcho foi derrotado por 2 a 1 e o comandante, junto a Murtosa, saíram de campo muito insatisfeitos com a arbitragem. Felipão fez muitas reclamações ao quarto árbitro, Márcio Coruja, e foi enquadrado no artigo 258-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva - "invadir local destinado à equipe de arbitragem, ou o local da partida, prova ou equivalente, durante sua realização, inclusive no intervalo regulamentar".

Volta, mata-mata? Brasileirão terá última rodada mais morna dos pontos corridos

Já Flávio Murtosa, expulso durante a partida por reclamação, acabou sendo denunciado pelo artigo 243-F - "ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto" - e poderia ter pego de 180 a 360 dias de suspensão, pois o árbitro da partida, Vinícius Furlan, relatou na súmula xingamentos proferidos pelo auxiliar técnico a Márcio Coruja. Apesar disso, a defesa do Grêmio conseguiu que esse caso fosse julgado pelo mesmo artigo de Scolari.

O Tricolor está na sétima posição, com 60 pontos, e pode chegar a 63 caso vença no domingo, caso em que terminaria a competição em quinto lugar. Assim, o Grêmio garantiria a entrada nas oitavas de final da Copa do Brasil. Caso contrário, vai disputar a Copa Sul-Americana.

Treino com homenagem

Sem chances de figurar na próxima edição da Copa Libertadores, o Grêmio apenas cumpre tabela na última rodada do Campeonato Brasileiro, diante do Flamengo. A preparação para o compromisso derradeiro, na manhã deste sábado, foi na contramão da frustração tricolor. Descontraídos, os jogadores protagonizaram um disputado rachão na moderna Arena.

A atividade, que não guardou posições e contou com a participação ativa de membros da comissão técnica dentro das quatro linhas, foi encerrada com a celebração de aniversário do preparador físico Fábio Mahseredjian. O profissional, que também integra a seleção brasileira, tem presença incerta na formação gaúcha em 2014.

Durante a atividade, Felipão não esboçou os 11 titulares. No trabalho de sexta-feira, o comandante gremista esboçou uma equipe alternativa, repleta de jovens, configurada no esquema 4-3-3. Todavia, quando questionado sobre sua participação na última rodada, o centroavante argentino Barcos deu indícios que começaria jogando.

Caso repita a formação do treino de sexta-feira, com a entrada do argentino, a representação porto-alegrense terá em campo os seguintes atletas: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Marcelo Hermes; Walace, Fellipe Bastos e Zé Roberto; Dudu, Everton e Barcos.

* Com Gazeta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.