Atacante pede reforços para a próxima temporada e prevê dificuldades com time composto por molecada da base

Já sem grandes aspirações no Campeonato Brasileiro, o Grêmio vai encerrar sua participação na competição diante do Flamengo, às 17h, na Arena. Assim, o atacante Hernán barcos aproveitou para analisar sua temporada de 2014 e projetar o próximo ano. O argentino lembrou que o time precisa de reforços para almejar grandes objetivos.

Barcos pede reforços para 2015
Gazeta Press
Barcos pede reforços para 2015

Leia também: Felipão consegue efeito suspensivo e comanda Grêmio na última rodada

"Isso já está fora do meu alcance, formar um grupo competitivo cabe ao clube, à direção e ao treinador. E o nosso objetivo dependerá do que tivermos de time. Se sair todo mundo e só ficar garotos da base, será difícil. Fica difícil competir, ser campeão. Vamos saber no ano que vem", comentou Barcos, em entrevista coletiva após o treinamento deste sábado.

Romildo Bolzan Júnior, presidente eleito neste ano para o próximo biênio, já avisou que o clube irá passar por uma redução na folha salarial para poder sanar os problemas financeiros. Deste modo, cada vez mais, o elenco seria composto por jovens jogadores da categoria de base, o que não agrada o camisa 9 do Grêmio.

Mesmo com o time gaúcho fora da Copa Libertadores de 2015, o atacante classificou a temporada como boa. Além disso, ele acredita que o técnico Luiz Felipe Scolari irá montar uma boa equipe para o ano que vem. "Não conquistamos títulos, mas foi positivo. Conseguimos arrumar o time, e o Felipão vai melhorar ainda mais a equipe em 2015", analisa o jogador.

O argentino também comentou sobre uma possível transferência. Com contrato até o final do ano que vem, ele garante que não recebeu nenhuma oferta e que não vai deixar o clube. "Eu tenho contrato de um ano mais, ninguém me falou que vou sair. Até agora, estou no Grêmio. Não tenho proposta concreta na mão, e o clube também não. No dia 8, vou me reapresentar", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.