Tamanho do texto

Apesar de ter Henrique, um dos artilheiros do Brasileirão, equipe não balança as redes há quatro partidas e chega à penúltima rodada ainda ameaçado de rebaixamento

Henrique lamenta chance desperdiçada pelo Palmeiras diante do Sport
SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS
Henrique lamenta chance desperdiçada pelo Palmeiras diante do Sport

Em 2 de novembro, o Palmeiras provou poder ofensivo mesmo com Henrique suspenso, venceu o Bahia por 1 a 0, em Salvador, e abriu cinco pontos da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro . Faltavam mais seis para escapar da degola. Mas, desde então, mesmo com o artilheiro do torneio em campo, não balançou mais as redes, acumulou quatro derrotas seguidas e chega à penúltima rodada à beira da faixa de descenso.

"Vínhamos em uma ascensão muito boa e jogamos por terra tudo que estava acontecendo", lamentou Dorival Júnior, que viu o mesmo time que somou 14 pontos em 21 disputados até vencer o Bahia perder, agora, quatro jogos consecutivos por 2 a 0. A falta de gols foi uma reclamação pública até do goleiro Fernando Prass.

"O problema não é só não fazer gol, mas molestar pouco o goleiro adversário. É preocupante porque não criamos com intensidade nem defendemos como deveríamos. Temos que alcançar uma correção rápida, isso é mais do que necessário. Precisamos ter dignidade e hombridade de fazer ainda melhor do que tem sido feito", disse o treinador.

O técnico lembra que, em toda a campanha, o Palmeiras só fez quatro gols em uma mesma partida ao bater a Chapecoense por 4 a 2, já sob seu comando, e mostra dificuldades para virar jogos - Prass também chiou sobre isso. "Em poucos jogos nos recuperamos, mas foi em jogos difíceis, contra Grêmio e Chapecoense, em que tivemos poder de superação", lembrou Dorival, trocando explicação por trabalho.

"Não tem como explicar uma queda tão brusca em um momento tão importante. Mas vamos buscar forças para sair dessa situação, como já aconteceu. Já fizemos partidas bem melhores. Vamos tentar levantar o grupo novamente de todas as formas. Temos que trabalhar para recuperar o mais rápido possível porque ainda dependemos das nossas forças", discursou Dorival.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.