Tamanho do texto

Corintianos que levaram o uniforme do algoz da Copa estavam posicionados bem atrás do banco de reservas visitante. "Chupa, Felipão!" foi o grito que ecoou das arquibancadas

O técnico Luiz Felipe Scolari voltou ao estádio onde comandou a Seleção Brasileira no primeiro jogo da Copa do Mundo de 2014. E foi recebido com algumas lembranças da catastrófica participação nacional no torneio. No final do jogo deste domingo, quando o Corinthians já vencia o Grêmio por 1 a 0, alguns torcedores chegaram até a exibir uma camisa da Alemanha para provocar o comandante adversário em Itaquera.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Os corintianos que levaram o uniforme do maior algoz de Felipão para o estádio da Zona Leste de São Paulo estavam posicionados bem atrás do banco de reservas visitante. Brandindo a camisa dos campeões mundiais deste ano – que derrotaram o Brasil por 7 a 1 em Belo Horizonte –, os torcedores aproveitaram para vociferar contra o técnico que fez história no Palmeiras.

Leia mais: Corinthians vence o Grêmio com gol de Guerrero e fica perto da vaga

Em pouco tempo, no entanto, os insultos deixaram de ser isolados. “Chupa, Felipão!” foi o grito que ecoou das arquibancadas já ao término da partida. Irritado, de perfil para o público corintiano, o treinador usou as mãos para pedir que o coro fosse ainda mais alto. Foi atendido.

Assim que a partida acabou, Felipão apenas bateu palmas e reclamou da arbitragem antes de apressar para vestiário, enquanto os torcedores se amontoavam para ofendê-lo sobre o túnel de acesso ao gramado. Pouco depois, o tom da festa mudou. Os mesmos corintianos que agitavam a camisa da Alemanha passaram a exibir uma do Peru, do ídolo Paolo Guerrero, autor do gol da vitória do Corinthians.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.