Tamanho do texto

Enquanto os catarinenses podem ser rebaixados neste domingo, cariocas não têm mais nenhuma ambição em 2014

Um duelo em clima de fim de festa. Assim pode ser definido o encontro entre Flamengo e Criciúma , que se enfrentam neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no Estádio Castelão, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. As duas equipes estiveram longe de encantar no Brasileirão. Pelo contrário, já que o Rubro-Negro, hoje cumprindo tabela com 47 pontos, esteve a maior parte do tempo lutando contra o rebaixamento e evitar a queda foi o grande feito do ano. Para piorar a ira da torcida, no meio de semana o time foi goleado por 4 a 0 pelo Atlético-MG em Minas Gerais.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Apesar disso, o Flamengo, que vendeu o mando de campo para o Maranhão em busca de uma verba extra, tem muito mais do que comemorar do que o Criciúma, arrasado e em crise após a derrota de 1 a 0 para o Bahia, na quarta-feira, em casa. O resultado manteve o Tigre na lanterna com trinta pontos e nem mesmo com um triunfo neste domingo o time deverá evitar a queda por antecipação. Não ganhando, os catarinenses estarão matematicamente na Segundona.

A crise gerou mudanças drásticas no Criciúma. O técnico Toninho Cecílio foi demitido e aconteceram mudanças na direção do departamento de futebol. Além disso, 13 jogadores foram dispensados, dentre eles o lateral-esquerdo Cortez, o volante Serginho e o atacante Souza, titulares contra o Bahia, além do veterano meia Paulo Baier, ídolo da torcida. Assim, o interino Luizinho Vieira, que dirigia o time sub-20, terá a missão de usar atletas da base e planejar o futuro do Tigre, já pensando em 2015. Em termos de time, a boa notícia é a volta do atacante Lucca, que cumpriu suspensão contra os baianos.

"Agora só nos resta ter dignidade, vergonha na cara e terminar a competição da melhor maneira possível, honrando a camisa do Criciúma", disse o zagueiro Fábio Ferreira, reconhecendo praticamente que a chance de lutar contra a degola não existe.

Terminar a competição com dignidade também é a meta do Flamengo, que sabe que um outro tropeço pode acabar revoltando novamente os torcedores. Além disso, os flamenguistas falam em respeitar a competição.

"Sabemos que o relaxamento pode acontecer em alguns momentos, principalmente quando o time não tem maiores aspirações. Mas não devemos deixar que isso aconteça, ainda mais que existem três jogos por cumprir e outras equipes interessadas nos resultados dos jogos do Flamengo", garantiu o goleiro Paulo Victor.

O técnico Vanderlei Luxemburgo teve pouco tempo para dirigir o time antes da viagem para o Maranhão. Assim, a única mudança na escalação deverá ser o retorno do volante paraguaio Víctor Cáceres, que estava servindo à seleção paraguaia em amistosos internacionais, na vaga do argentino Lucas Mugni.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro, as duas equipes se enfrentaram no Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC), e os flamenguistas levaram a melhor, ganhando por 2 a 0, com gols de Lucas Mugni e Eduardo da Silva.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ X CRICIÚMA-SC

Local: Estádio Castelão, em São Luís (MA)
Data: 23 de novembro de 2014 (domingo)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (Fifa-AL)
Assistentes: Fábio Pereira (Fifa-TO) e Sergio Campelo Gomes (MA)

FLAMENGO: Paulo Victor, Leonardo Moura, Wallace, Marcelo e Anderson Pico; Víctor Cáceres, Márcio Araújo, Héctor Canteros e Everton; Gabriel e Nixon
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CRICIÚMA: Edson, Rafael Pereira, Iago Maidana, Fábio Ferreira e Giovanni; João Vitor, Barreto, Cleber Santana e Dodi; Lucca e Bruno Lopes
Técnico: Luizinho Vieira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.