Tamanho do texto

Se nos cariocas o clima é de guerra, nos catarinenses a paz reina e a esperança de se manter na Série A aumentou depois da boa goleada aplicada sobre o Fluminense, na quinta-feira

Mergulhado em uma profunda crise, na zona de rebaixamento com 33 pontos, o Botafogo visita a Chapecoense neste domingo, às 19h30 (de Brasília), na Arena Índio Condá, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro . Se for derrotado, o Glorioso poderá ser rebaixado por antecipação, caso o Vitória supere o Figueirense, em Florianópolis.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

Foi justamente o Figueira que complicou a vida do Alvinegro carioca com um triunfo por 1 a 0 no meio de semana. Também lutando contra a degola, a Chapecoense ganhou novo ânimo com a surpreendente goleada por 4 a 1 sobre o Fluminense, na quinta-feira, em pleno Maracanã. Os catarinenses somam 39 pontos.

O clima no Botafogo para o jogo é o pior possível. O atacante Jobson, que desperdiçou um pênalti contra o Figueirense, trocou farpas pela imprensa com o técnico Vagner Mancini e atacou até mesmo o presidente Maurício Assumpção. Alguns atletas já dão a queda como certa e os dirigentes também mostram desânimo.

Apesar disso, os líderes do plantel tentam mostrar confiança. “Enquanto existir chance matemática de o Botafogo escapar, não vamos entregar os pontos, pois sabemos o que a torcida está sentindo e queremos muito mudar essa realidade. Vamos para este jogo contra a Chapecoense dispostos a fazer de tudo para escaparmos”, disse André Bahia.

O goleiro Jefferson também promete lutar. “Empenho, não está faltando e mais uma vez estará presente contra a Chapecoense. Estamos correndo muito, mas a bola não quer entrar. Vamos tentar mudar a realidade contra a Chapecoense”, declarou o arqueiro alvinegro.

Como o atacante Jobson teve problemas com Mancini após desperdiçar pênalti contra o Figueirense, o treinador deverá barrá-lo, promovendo a entrada de Yuri Mamute. Porém essa mudança não é certa, já que ele viajou com a delegação para o confronto em Santa Catarina.

Se no Botafogo o clima é de guerra, a paz reina pelos lados da Chapecoense, hoje fora da zona de rebaixamento e disposta a se aproximar da permanência na Primeira Divisão diante do Botafogo.

“O nosso pensamento é de conquistar uma grande vitória contra o Botafogo. Se isso acontecer, podemos ir para as duas rodadas finais com uma situação um pouco mais confortável”, disse o técnico Celso Rodrigues.

A Chapecoense terá uma mudança em relação ao time que venceu o Fluminense. O zagueiro Danny Morais vai ocupar a vaga de Douglas Grolli, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. No primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o Botafogo ganhou por 1 a 0, com um gol do peruano Cachito Ramírez, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE-SC X BOTAFOGO-RJ

Local : Arena Índio Condá, em Chapecó (SC)
Data : 23 de novembro de 2014 (Domingo)
Horário : 19h30(de Brasília)
Árbitro : Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes : Rafael da Silva Alves (RS) e Marcelo Bertanha Barison (RS)

CHAPECOENSE: Danilo, Fabiano, Rafael Lima, Danny Morais e Rodrigo Biro; Wanderson, Bruno Silva, Diones e Camilo; Tiago Luis e Leandro
Técnico : Celso Rodrigues

BOTAFOGO : Jéfferson, Régis, Dankler, André Bahia e Junior Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Mario Bolatti e Murilo; Jobson (Yuri Mamute) e Bruno Corrêa
Técnico : Vagner Mancini

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.