Jogador faz sua primeira temporada pelo Barcelona, mas já se rendeu ao talento do craque argentino

Messi passa pela marcação de Pablo Hernandez na partida entre Barcelona e Celta
Manu Fernandez/AP
Messi passa pela marcação de Pablo Hernandez na partida entre Barcelona e Celta

Ainda buscando regularidade como titular do Barcelona , o meio-campista Ivan Rakitic garante que, apesar das especulações da imprensa e do início de temporada instável, a equipe está unida na tentativa de melhorar o ambiente. O croata, que atuou algumas vezes na vaga de Xavi no meio-campo, admitiu que não tem o objetivo de roubar o lugar de ninguém e aproveitou para rasgar elogios a Lionel Messi.

Fugindo das polêmicas com relação às recentes declarações do camisa 10, que se mostrou indeciso sobre o futuro no Barcelona, Rakitic preferiu destacar a importância do argentino para a equipe azul-grená, em entrevista ao jornal Mundo Deportivo . "Como companheiro, a única coisa que posso dizer é que quero que ele siga comigo. Se eu for jogar na Lua, quero que ele venha comigo também, até ali jogaria com ele (risos). É o melhor do mundo e da história", falou. "Um jogador assim só nasce uma vez, vai ser difícil surgir outro como o Leo", prosseguiu.

Sozinho, Messi vale mais que os elencos de 15 times do Campeonato Espanhol

Messi tem contrato com o time blaugrana até 2018, mas admitiu, recentemente, que se sente cansado da pressão. Sem o objetivo de julgar as decisões do atacante, Rakitic assegurou que o time se esforça em prol do principal jogador. "A única coisa que podemos garantir é que vamos nos esforçar para disputar todos os títulos, pois assim como ele, também queremos seguir ganhando", assumiu.

Ao comentar sobre o principal rival do Barça, o Real Madrid - que lidera o Espanhol com dois pontos de vantagem para a equipe catalã -, o meia reconheceu o bom momento do adversário, mas disse considera-lo com a mesma importância das demais equipes. "Agora estou triste porque acredito que eles tenham perdido o melhor jogador, o Luka Modric, um de meus melhores amigos. O estilo do Real é totalmente diferente do nosso. No momento está dando certo, mas são detalhes. Respeitamos eles assim como ao Sevilha, ao Atlético, ao Valência... Prefiro concentrar nos nossos objetivos", despistou.

Mostrando-se voluntarioso e extremamente profissional, o croata refuta o rótulo de substituto de Xavi Hernández, apesar de ter sido a primeira opção de Luis Enrique no meio-campo em alguns jogos. "Ninguém pode ser comparado a ele, porque só há um jogador como o Xavi. Eu quero dar o meu melhor, e não competir com Xavi ou qualquer outro jogador. Que seja o técnico quem decida a melhor opção para o time".

Ao falar sobre o treinador, Rakitic destaca o grande aprendizado que vem acumulando nesta nova fase da carreira. "Ele (Luis Enrique) não te deixa sair de campo com dúvidas. Tudo é importante, seja uma cobrança de lateral ou um escanteio. Ele trabalha tudo e tem uma ideia para o futuro do Barça. Se eu pudesse fazer um livro de tudo que se vive aqui, creio que serviria de ensinamento para qualquer jogador que deseja virar técnico algum dia", falou em tom descontraído.

Ele fica?

Mascherano foi duro com na entrevista coletiva nesta quinta-feira. Após voltar dos jogos com a seleção argentina, o zagueiro do Barça falou da situação de Lionel Messi no clube.

"Eu não posso comentar sobre algo que Messi não disse. Minhas conversas com ele são boas, mas privadas. Ele está bem e quer continuar vencendo com o clube. Não vejo o descontentamento de Messi com o Barça ou com a Argentina", disse o jogador.

A imprensa espanhola tem noticiado que o jogador estaria descontente com o clube, e que poderia jogar em outra agremiação no futuro. "Onde você leu que ele tem desconforto com o clube? Eu não o vejo em outro lugar", respondeu o companheiro do ex-melhor do mundo.

O Barcelona volta a campo neste sábado, quando enfrenta o Sevilla. A partida está marcada para as 15h (de Brasília), neste sábado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.