Tamanho do texto

Amistoso que marcou o embate entre os melhores jogadores do mundo terminou com vitória dos europeus por 1 a 0

Na última data-Fifa desta temporada, Portugal e Argentina entraram em confronto nesta terça-feira, às 17h45 (de Brasília). O confronto marcou o grande duelo entre Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, que dividem o posto de melhor jogador do mundo desde 2008. No estádio Old Trafford, em Manchester, as duas seleções não conseguiram mostrar uma grande atuação, mas em uma falha da zaga argentina, Portugal conseguiu uma vitória magra por 1 a 0.

Seleção brasileira tem dificuldade, mas novato garante vitória contra Áustria

Com um time um pouco diferente da Copa do Mundo do Brasil, a Argentina iniciou o confronto pressionando os adversários. Logo aos 5 minutos do primeiro tempo, Di María recebeu de Messi na entrada da grande área e chutou cruzado para o gol, mas a bola acabou indo para fora.

Os portugueses não conseguiam dominar a posse de bola e a Argentina chegava, com cada vez mais perigo, ao ataque. Aos 10 minutos da etapa inicial, Messi recebeu na direita da área, driblou os marcadores e chutou para a meta. A bola passou por todos e bateu na trave do goleiro Beto.

México sofre virada em dez minutos e perde para Belarus em amistoso

Até o momento, Cristiano Ronaldo praticamente não havia tocado na bola e os Hermanos não poupavam. Aos 26 do primeiro tempo, Roncaglia recebeu de Messi na direita e cruzou para a área. Pastore subiu e cabeceou para o gol, mas a bola ficou com o goleiro luso.

Os portugueses responderam no final da etapa inicial do confronto. Cristiano Ronaldo recebeu cruzamento na área aos 28 minutos, driblou os marcadores com categoria, mas acabou pegando muito embaixo da bola no momento da finalização, mandando por cima do travessão de Romero.

Fifa volta atrás e levará à Justiça escolha das sedes das Copas de 2018 e 2022

Na volta dos vestiários, as duas equipes retornaram com alterações, que fizeram a diferença. As duas principais foram as saídas de Cristiano Ronaldo, pelo lado da seleção portuguesa, e de Lionel Mesi, pelo lado da Argentina. A partida caiu um pouco de rendimento, mas logo depois os times começaram a criar jogadas de perigo.

Aos 15 da etapa complementar, Di María recebeu próximo à meia-lua e chutou direto para o gol, assustando o goleiro Beto. Três minutos depois, Mascherano recebeu de Gaitán na área e cabeceou para o canto direito do gol, mas a bola foi pela linha de fundo.

Sem criar muito no segundo tempo e com cinco alterações cada uma, as duas seleções não agradaram muito os torcedores presentes no Old Trafford, que começaram a ir embora antes do apito final.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.