Atacante do São Paulo não crê que goleiro mudará de ideia mesmo com classificação à Copa Libertadores do ano que vem

Rogério Ceni, goleiro do São Paulo
Getty Images
Rogério Ceni, goleiro do São Paulo

Após a vitória por 2 a 0 do São Paulo sobre o Palmeiras, Muricy Ramalho destacou a qualidade de Rogério Ceni e mostrou-se contrário à escolha do goleiro em se aposentar. Apesar de o técnico ter uma opinião de peso, o ídolo são-paulino segue com sua escolha inabalável, segundo o companheiro de elenco Luis Fabiano.

Vitória do São Paulo no domingo tira chance de título do Cruzeiro na quarta

"Ele está jogando bem, está em uma fase muito boa. Mas acho que ele não vai voltar atrás na decisão de aposentadoria. Mesmo se confirmarmos nossa vaga na Copa Libertadores, ele não vai decidir continuar jogando no ano que vem. A gente conversa, mas acho que ele não está muito animado para seguir atuando", disse o atacante do São Paulo em entrevista ao programa Arena SporTV .

Elas não acabaram! Kakazetes ressurgem, mas já se preparam para sentir saudades

Enquanto isso, Luis Fabiano disse que não pretende se aposentar com o término de seu contrato. Terceiro maior artilheiro da história do clube paulista com 198 gols, o atacante, que teve o nome ventilado no Flamengo, disse que não aceitará nenhuma proposta até o fim do compromisso com o São Paulo, mas que depois não pretende parar de jogar.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

"Acho que o momento é mais pensar no que resta de temporada. Os últimos jogos são importantes. Não existiu nenhuma proposta concreta. Tenho mais um ano de contrato. Estou feliz aqui, todos sabem disso. Não tem porque agora eu pensar em outro destino. Tenho mais um ano de contrato, quero cumprir. Agora quando acabar, não vou encerrar minha carreira, quero continuar minha vida seja aqui ou em outro lugar", declarou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.