Atacante não gostou da atitude dos torcedores que vaiaram o time na derrota contra o Stoke City

No último domingo, na 11ª rodada do Campeonato Inglês, o Tottenham saiu derrotado em casa pela quarta vez em seis jogos. O algoz da vez foi o Stoke City, que venceu por 2 a 1. Ao final da partida, a torcida presente no estádio White Hart Lane não poupou os Spurs das vaias. O atacante Emmanuel Adebayor reconheceu a fase ruim, mas não gostou da atitude dos adeptos.

Confira a tabela completa do Campeonato Inglês

Emmanuel Adebayor disparou contra a torcida
Getty Images/Shaun Botterill
Emmanuel Adebayor disparou contra a torcida

"Talvez seja melhor jogarmos fora de casa no momento. Pelo menos, você sabe que vai ouvir vaias, mas que elas virão da torcida adversária, e não dos seus próprios fãs. Se jogar fora de casa vai ajudar? Honestamente, eu acho que sim. E não estou falando só por mim, falo em nome de todos os jogadores", reclamou o atacante togolês.

Das 11 partidas que o Tottenham já disputou na Premier League, Adebayor foi titular em nove. O atacante balançou as redes duas vezes, na goleada por 4 a 0 sobre o Queens Park Rangers e na derrota por 2 a 1 sobre o Newcastle, em casa. Contra o Stoke, ele começou o jogo no banco de reservas.

"Eu estava no banco contra o Stoke, e pude ver que ninguém queria a bola, ninguém queria dar brecha para ouvir vaias. É difícil para os jogadores, não é nossa culpa. Também não é culpa dos torcedores, porque eles querem ver os resultados, querem uma resposta. A culpa não é do treinador. O (Mauricio) Pochettino é o nosso terceiro ou quarto treinador em dois ou três anos, então temos que parar com isso de colocar a culpa no técnico. Ele é um bom professor, nós só temos que encontrar uma maneira de entender o que ele quer nos passar e como quer a gente jogue, para levarmos isso ao campo", explicou Emmanuel.

"Quando você está jogando em casa e os seus próprios torcedores começam a vaiar depois de alguns minutos, a coisa fica difícil. É como estar atravessando um momento ruim na vida pessoal e a sua família se recusar a te receber em casa. É a pior coisa do mundo, porque aí você não tem para onde ir", desabafou.

Atualmente, o Tottenham é o 12º colocado na tabela da Premier League, com 14 pontos somados - quatro a menos do que o G-4 que classifica para a Liga dos Campeões, e cinco a mais do que a zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, os Spurs visitam o Hull City no KC Stadium, no domingo, dia 23, às 14 horas (de Brasília).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.