Apesar das boas oportunidades de ambos os lados, placar ficou inalterado na Arena Castelão

O objetivo de ingressar no grupo de acesso à elite do Campeonato Brasileiro não foi concretizado pelo Atlético-GO. Na noite desta sexta-feira, o Dragão visitou o Ceará, na Arena Castelão, e não passou de um empate sem gols, em partida válida pela 34ª rodada da competição.

Confira a classificação e os próximos jogos da Série B

Com a igualdade, o Rubro-Negro de Goiânia chega aos 53 pontos, mas permanece longe do G-4. A quarta colocação pertence ao surpreendente Boa Esporte, superior nos critérios de desempate por registrar uma vitória a mais (16 contra 15). Apenas o Santa Cruz poderá roubar o posto da equipe de Varginha, caso triunfe sobre o rival Náutico, neste sábado, às 17h20 (de Brasília), na Arena Pernambuco.

Por sua vez, o Vozão, com 51 somados, dorme no sétimo posto, trilhando um retrospecto de 14 vitórias, nove empates e 11 derrotas, ainda com chance de sonhar com o retorno à Série A.

O próximo desafio da equipe dirigida por Wagner Lopes ocorre nesta terça-feira, às 21 horas (de Brasília), diante do Paraná, na Vila Capanema. Os comandados de PC Gusmão voltam a campo no dia 15 de novembro, sábado, às 16h20, diante do Vasco, também em Fortaleza-CE.

Kayke desperdiça chances e Márcio salva o Atlético-GO

Mesmo atuando na Arena Castelão, o Atlético-GO criou a primeira chance perigosa do compromisso. Com nove jogados, aproveitando corte errado da zaga mandante, o centroavante Kayke recebeu livre na área e emendou de primeira, mas encobriu o travessão defendido por Luís Carlos. A resposta do Ceará veio no minuto seguinte: Assisinho arrancou pela ponta esquerda e cruzou na medida para Marcos. Porém, o goleiro Márcio, com o pé, realizou uma intervenção milagrosa, impedindo o primeiro tento nordestino.

Quando o relógio apontou a marca dos 15, Márcio se encarregou de uma cobrança de falta na intermediária. Porém, finalizou na base da força e carimbou a barreira. No rebote, o arqueiro visitante concluiu firme e mandou a bola por cima. Dois minutos mais tarde, em seu posto convencional, o experiente jogador do Dragão evitou o gol alvinegro, em chute à queima-roupa de Bill, após bela jogada de Magno Alves.

Com 23 jogados, a representação do Centro-Oeste assustou: em contragolpe rápido, Mateus Caramelo deixou Samuel Xavier para trás, com um belo drible da vaca, e cruzou para Kayke. O dianteiro, no entanto, finalizou muito mal, de primeira, por cima do gol. No minuto seguinte, o Vozão novamente parou em Márcio. Após confusão na área rubro-negra, Magno Alves chutou com força, mas viu o adversário, no meio do gol, espalmar.

Antes de seguir para os vestiários, o Ceará ainda protagonizou uma grande oportunidade: Magno Alves recebeu na intermediária, driblou a marcação com facilidade e chutou firme. A bola desviou no companheiro Bill e saiu rente ao travessão de Márcio, que apenas olhou.

Mesmo com boas oportunidades, placar da Arena Castelão não sai do zero

Ciente da necessidade do resultado positivo, o Atlético-GO voltou melhor para o período complementar e logo criou uma boa chance: com sete jogados, Thiago Primão foi à linha de fundo e cruzou para Pedro Bambu. O volante finalizou firme, mas mandou a bola rente à trave direita de Luís Carlos. Aos 19 minutos, o Ceará criou sua melhor chance na partida. Após chutão do zagueiro Diego Ivo, Bill aproveitou furada da marcação e partiu livre. Porém, ao invadir a área com liberdade, tentou finalizar por cobertura e viu a conclusão tomar o frustrante caminho da linha de fundo.

Impaciente, PC Gusmão trocou Assisinho, que realizou uma boa exibição, e promoveu a entrada de Lulinha, com 21 jogados. Na marca dos 30, o comandante mandante sacou o centroavante Bill e promoveu a entrada de Eduardo. Com o meio-campo preenchido, o Vozão criou uma grande oportunidade para tirar o zero do marcador, aos 31 minutos: Magno Alves recebeu na área e finalizou de primeira, mas viu Márcio protagonizar uma providencial intervenção, salvando o Rubro-Negro.

Com 34 jogados, Magno Alves teve a chance de presentear a nação alvinegra com o tão sonhado gol. Porém, livre na área, Magnata isolou a bola, em lance que Márcio apenas torceu. Bem posicionado, o Atlético-GO se fechou e apostou nos contragolpes durante os minutos finais, mas também não conseguiu balançar a rede.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 0 x 0 ATLÉTICO-GO

Local : Arena Castelão, em Fortaleza-CE
Data : 7 de novembro de 2014, sexta-feira
Horário : 21 horas (de Brasília)
Árbitro : Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes : Marcelo Bertanha Barison-RS e Maurício Coelho Silva Penna-RS
Cartões amarelos : Artur, Adriano Alves e Jonas (Atlético-GO)

CEARÁ : Luís Carlos; Marcos, Sandro, Diego Ivo e Samuel Xavier; Michel (Felipe Amorim), João Marcos e Ricardinho; Assisinho (Lulinha), Magno Alves e Bill (Eduardo)
Técnico : PC Gusmão

ATLÉTICO-GO: Márcio; Mateus Caramelo, Artur, Adriano Alves e Diogo Goiano; Willian Arão, Pedro Bambu, Thiago Primão (Jonas) e Jorginho; André Luís (Thiago Feltri) e Kayke
Técnico : Wagner Lopes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.