Jogador exaltou volume de jogo do time e espera não perder chances de gol diante do Cruzeiro, pela semi da Copa do Brasil

Robinho leva bola para o meio do campo após o gol do Internacional
Miguel Schincariol/Gazeta Press
Robinho leva bola para o meio do campo após o gol do Internacional

Pela primeira vez na história, o Santos perdeu para o Internacional na Vila Belmiro. Apesar de reencontrar o Cruzeiro na quarta-feira, pelo segundo jogo das semifinais da Copa do Brasil, Enderson Moreira não quis dar descanso aos seus jogadores, colocou o time titular, mas não evitou o revés por 2 a 1. O pensamento dos atletas, no entanto, era diferente. Logo após o apito final, Robinho deixou o gramado alegando que o foco é na decisão contra os mineiros.

"A gente criou muito e jogamos bem. Agora, espero que os gols que não saíram hoje possam sair na quarta-feira. Estamos preocupados com a quarta-feira. Tenho certeza que a bola vai entrar", declarou o atacante, que desperdiçou chances claras, principalmente no segundo tempo, que poderia mudar o resultado do confronto na Vila.

Leia mais: Internacional vence Santos na Vila pela 1ª vez na história e volta ao G4

O Santos teve maior presença de ataque ao longo dos 90 minutos, saiu atrás no placar, mas buscou o empate e dominava o adversário no segundo tempo. Robinho ficou livre dentro da área, teve espaço para o chute, porém chutou longe da meta do time gaúcho. Na sequência, o atacante ainda saiu na cara de Alisson e foi travado pela marcação.

Rildo também teve a chance de virar a partida e jogou pela linha de fundo, mas as chances desperdiçadas ainda foram amenizadas pelos santistas. Mesmo com o segundo gol do Internacional e a confirmação da vitória colorada na Vila Belmiro, o discurso do capitão Edu Dracena também ressaltou a importância do duelo contra o Cruzeiro, na próxima quarta-feira.

"Quarta-feira é o jogo mais importante na temporada. Espero que a bola possa entrar na quarta. Gostaria de aproveitar para pedir a paciência do torcedor desde o início, pois será um jogo tão difícil como foi hoje. Quero pedir para o torcedor vir à Vila e cantar até o final", destacou o defensor santista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.