Mais objetivo, time carioca perdeu um pênalti, mas conseguiu a vitória em casa com gols de Nixon, duas vezes, e Anderson Pico

Léo e Tiago Luis disputam a bola na partida entre Flamengo e Chapecoense, no Maracanã
Buda Mendes/Getty Images
Léo e Tiago Luis disputam a bola na partida entre Flamengo e Chapecoense, no Maracanã

O Flamengo não encontrou dificuldades para bater a Chapecoense por 3 a 0, em partida disputada na noite deste domingo, no Maracanã. O resultado fez a equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo se afastar ainda mais da zona de "confusão". O time rubro-negro chegou aos 43 pontos ganhos e agora ocupa a décima posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro . A Chapecoense segue com 36 pontos, na 15 ª colocação e ainda corre perigo de entrar na zona de rebaixamento.

Confira a classificação, artilharia e mais notícias do Campeonato Brasileiro

O resultado refletiu o andamento da partida. Mesmo sem ser brilhante, o Flamengo foi sempre mais objetivo e nem o pênalti perdido por Léo Moura fez a equipe perder o rumo. A Chapecoense entrou para se defender e depois de sofrer os gols, não teve capacidade para tentar modificar o resultado. Os gols do Flamengo foram marcados no segundo tempo por Nixon, duas vezes, e Anderson Pico.

Na próxima rodada, o Flamengo vai visitar o Sport,na Ilha do Retiro. Já a Chapecoense tem o clássico regional pela frente, diante do Figueirense, no Orlando Scarpelli.

O jogo

A partida começou em ritmo de estudo por parte das duas equipes. A temperatura elevada fazia os times se preocuparem em tocar a bola para evitar o desgaste. O primeiro momento de perigo só aconteceu aos seis minutos, quando Léo Moura bateu escanteio e o zagueiro Samir cabeceou para o gol, mas a bola passou longe do gol defendido por Danilo.

A resposta da equipe catarinense veio aos nove minutos em chute de Fabinho Alves que também não causou problemas. A Chapecoense tentava marcar a saída de bola do Flamengo para impedir que a troca de passes do adversário se tornasse rápida.

Aos 13 minutos, a Chapecoense quase marca o primeiro gol. Leandro recebeu ótimo lançamento, entrou na área, e chutou fraco, permitindo que Paulo Victor fizesse uma ótima defesa. Logo depois, o Flamengo criou sua melhor chance. Gabriel recebeu na área, passou pelo goleiro Danilo e tocou para o gol, mas Douglas Grolli salvou. No rebote, Nixon chutou e Grolli voltou a salvar, desviando a bola para escanteio.

Nixon festeja gol do Flamengo diante da Chapecoense
Buda Mendes/Getty Images
Nixon festeja gol do Flamengo diante da Chapecoense

O lance animou a equipe rubro-negra e no lance seguinte, Nixon arriscou de fora da área, a bola desviou em Rafael Lima e bateu na trave, para alívio do goleiro Danilo, inteiramente fora do lance. Aos 20 minutos, Márcio Araújo invadiu pela esquerda e cruzou. A bola bateu no braço de Rafael Lima e o árbitro marcou pênalti,para revolta dos jogadores catarinenses. Léo Moura partiu para a cobrança e o goleiro Danilo fez grande defesa, saltando no canto direito e não dando rebote. Logo depois, o veterano lateral pediu para sair, alegando dores na coxa direita.

A frustração pela penalidade desperdiçada fez o Flamengo reduzir o ritmo de jogo, mantendo a posse de bola, mas criando poucas jogadas objetivas no ataque. Para piorar a situação, o atacante Gabriel também sentiu um problema muscular e cedeu sua vaga para Eduardo da Silva. Aos 40 minutos, Nixon fez boa jogada e enfiou para a penetração de Eduardo da Silva, mas o goleiro Danilo mostrou agilidade e chegou primeiro para ficar com a bola.

Veja galeria de fotos da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro:

O Flamengo voltou mais agressivo para o segundo tempo,enquanto a Chapecoense dava indícios claros de que só estava interessada na manutenção do empate. Aos dez minutos, o time da Gávea marcou o primeiro gol. Anderson Pico apanhou um rebote,na entrada da área, e mandou uma bomba, sem qualquer chance de defesa para Danilo.

A Chapeconse tentou partir para buscar o empate e acabou sofrendo o segundo gol, aos 15 minutos, através de Nixon, que completou um bom lançamento de Anderson Pico. Inteiramente batida, a equipe catarinense parou de atacar e recuou para evitar uma goleada, mas acabou sofrendo o terceiro gol, aos 25 minutos.

Léo tabelou com Canteros e cruzou para Nixon bater de voleio, sem chances para Danilo.Depois de marcar o terceiro gol, o Flamengo passou a tocar a bola, para delírio da sua torcida, enquanto a Chapecoense apenas se defendia, tentando evitar uma derrota por um placar mais elevado.

FICHA TÉCNICA: FLAMENGO-RJ 3 x 0 CHAPECOENSE-SC

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ) 
Data: 2 de novembro de 2014, domingo 
Hora: 19h30 (de Brasília) 
P ú blico: 25.941 pagantes 
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO) 
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Jesmar Benedito de Paula (GO) 
Cart ões amarelos: Léo e Amaral (Flamengo); Rodrigo Biro (Chapecoense) 
Gols: (Flamengo) Anderson Pico, aos dez minutos e Nixon, aos 15 e 25 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura (Léo), Samir, Wallace e Anderson Pico; Amaral, Luiz Antônio (Matheus), Márcio Araújo, Canteros e Gabriel (Eduardo da Silva); Nixon 
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Rafael Lima, Douglas Grolli e Rodrigo Biro; Bruno Silva, Diones e Ricardo Conceição (Yuri); Tiago Luís (Bruno Rangel), Fabinho Alves (Wanderson) e Leandro 
Técnico: Jorginho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.