Atacante do São Paulo passou 11 partidas em branco. Hoje, foi dele o gol da vitória do São Paulo sobre o Criciúma

Alan Kardec comemora o gol que deu a vitória para o São Paulo sobre o Criciúma
Fernando Remor/AGP/Gazeta Press
Alan Kardec comemora o gol que deu a vitória para o São Paulo sobre o Criciúma

O atacante Alan Kardec voltou a ser decisivo para o São Paulo . Foi dele o gol que garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Criciúma neste domingo, em Santa Catarina, com uma cabeçada certeira aos 37 minutos do segundo tempo. Após encerrar o jejum, sobraram agradecimentos.

Leia mais: São Paulo vence, mantém o Criciúma na lanterna e o Cruzeiro na mira

"Fiquei um período sem balançar as redes, mas sei o quanto ajudei com a minha vontade. Foram 11 jogos sem desistir, sem deixar de lutar e muito menos de trabalhar. A confiança veio de dentro para fora, da comissão técnica, dos meus companheiros e principalmente dos torcedores, que não pegaram no meu pé em momento algum. Eles souberam reconhecer o trabalho de uma pessoa que quer fazer o melhor pelo São Paulo", discursou.

Confira a classificação, artilharia e mais notícias do Campeonato Brasileiro

Kardec poderia ter voltado a acertar a rede mais cedo, já que criou outras oportunidades de gol diante do Criciúma. "Sei que não é fácil. Hoje foi a mesma história. Na primeira chance que tive, faltou um pouquinho de perna, que estava pesada no campo molhado. Mas fui abençoado na segunda. Estou feliz por ter ajudado a equipe a sair vitoriosa", sorriu.

Também satisfeito com a atuação de Kardec, o técnico Muricy Ramalho ponderou que o jogador fica mais distante do gol quando divide o campo com Luis Fabiano, centroavante de ofício. "Mas o Luis é um grande atacante, que faz gols. Sinceramente, não tenho preferência nenhuma por posição", garantiu o destaque são-paulino diante do Criciúma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.