Cearenses ampliaram a sequência de derrotas e deixaram os mineiros sonhando com o acesso à elite nacional

O jogo era tratado como uma decisão pelos dois lados. Com a vitória, o Boa Esporte poderia entrar de vez na briga pelo G4, enquanto o Ceará, que também sonha com o acesso, precisava colocar fim à série de três derrotas consecutivas. Em Varginha, os donos da casa foram melhores. Após um começo de jogo arrasador, a equipe sul-mineira fez 3 a 1 sobre o Vozão, com direito a gol de letra do meia Clébson, e deu um salto na tabela.

Veja como está a classificação da Série B do Campeonato Brasileiro

A vitória colocou o Boa Esporte na sétima colocação, com 50 pontos, apenas a dois do Atlético-GO, que passou a fechar o G-4 com os resultados desta rodada. Para seguir com o sonho de chegar à primeira divisão, o time de Varginha volta a campo na próxima sexta-feira, às 19h30 (de Brasília), contra o América-RN, em Natal.

O Ceará, que antes parecia muito perto de retornar à elite do futebol nacional, segue despencando na tabela. O time alvinegro permanece com 50 pontos e agora é apenas o oitavo colocado. Também na próxima sexta-feira, o Vozão faz mais um confronto direto, desta vez no Castelão, contra o Atlético-GO.

Rápido e eficiente

Os resultados do início da rodada favoreceram ao Boa Esporte, que, apesar da derrota no último jogo, voltou a sonhar com a briga pelo acesso. Desta forma, a vitória no confronto direto com o Ceará seria fundamental na noite deste sábado, e o time de Varginha quis resolver a questão já no início do primeiro tempo.

Logo aos 11 minutos, Tomas pediu a bola no ataque, recebeu o passe por elevação, fez a proteção, ganhou do zagueiro e invadiu a área para marcar o primeiro do Boa em chute cruzado. O time de Varginha estava animado, e aproveitou a má fase vivida pelo Ceará na competição para ampliar na sequência.Willian Magrão assustou o goleiro em chute de fora da área aos 18, mas Clébson conseguiu balançar as redes já no minuto seguinte. Após o cruzamento de Marinho, o meia do Boa Esporte mostrou categoria, desviou com um belo toque de letra e saiu para comemorar com a torcida presente no Melão.

PC Gusmão logo mudou sua equipe, colocou o atacante Bill no lugar de Alex Lima e tentou a reação ainda no primeiro tempo. A maior ofensividade na teoria, no entanto, não foi colocada na prática. Pressionado pela sequência de derrotas na Série B, o Ceará encontrava dificuldades para levar perigo ao gol dos donos da casa.

Mais um para selar o triunfo

O Ceará ainda fez mais uma alteração no intervalo, colocando Nikão no lugar de Eduardo, mas foi o Boa que balançou as redes já no início do segundo tempo. Com tranquilidade, o time de Varginha ampliou aos sete, quando Diego recebeu livre na área, driblou o goleiro Luis Carlos e tocou para o fundo do gol.

Apesar da boa vantagem construída, a equipe mineira não diminuiu o ritmo. Os anfitriões souberam aproveitar a crise vivida pelo adversário e só não golearam em Varginha por causa da falta de capricho nas finalizações. Aos 11, Clébson emendou de primeira e obrigou Luis Carlos a fazer importante defesa.

O Boa Esporte seguiu pressionando. Aos 16, Clébson emendou o chute de fora da área, o goleiro do Ceará rebateu e Romão ficou livre com a bola nos pés. O atacante, no entanto, apesar de Luis Carlos estar batido no lance, conseguiu chutar por cima do travessão e desperdiçou a chance mais clara do jogo.

Com o passar do tempo, o time da casa não chegava com a mesma intensidade ao ataque, e o Ceará foi se organizando dentro de campo. Desta forma, aos 29, Assisinho fez a jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Bill, que colocou para o fundo das redes. A reação do Vozão, no entanto, parou por aí.

FICHA TÉCNICA
BOA ESPORTE 3 x 1 CEARÁ

Local: Estádio Municipal de Varginha, em Varginha (MG)
Data : 1 de novembro de 2014, sábado
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Herman Brumel Vani (SP) e Márcio Luiz Augusto (SP)
Cartões Amarelos: Thiago Carvalho (Boa Esporte), Helder Santos e Luis Carlos (Ceará)
Gols: BOA ESPORTE: Tomas, aos 11, e Clébson, aos 19 minutos do primeiro tempo; e Diego, aos 7 minutos do segundo tempo
CEARÁ: Bill, aos 29 minutos do segundo tempo

BOA ESPORTE : João Carlos, Tinga, Lula, Thiago Carvalho, Marinho Donizete; Willian Magrão, Vinícius Hess, Tomas e Clebson (Wilian Favoni); Diego (Romão) e Morato (William Mineiro)
Técnico: Nedo Xavier

CEARÁ : Luís Carlos; Hélder Santos, Sandro, Anderson, Marcos; Alex Lima (Bill), Éverton, Eduardo (Nikão), Leandro Brasília; Assisinho (Felipe Amorim) e Magno Alves
Técnico : PC Gusmão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.